quinta-feira, 3 de abril de 2014

Vereador quer Centro de reabilitação para usuários de drogas



“As drogas estão tomando conta da vida dos nossos jovens. Estamos perdendo nossos entes queridos para esse mundo sujo e, que muitas vezes, é sem volta”. Foi com esse desabafo que o vereador Anderson de Tuca (PRTB) usou a Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), ontem, para pedir que a Prefeitura de Aracaju possa criar um Centro de Referência para tratamento de usuário de álcool e outras drogas.


O parlamentar lembra que já fez essa mesma cobrança, no entanto, até o momento, nada foi feito. “Já venho alertando para esse problema. Já pedi ao prefeito que olhe para esse problema porque se o usuário não tiver alguém para segurar na sua mão e o apoiar, ele não consegue sair do vício”, afirmou.

Anderson ressaltou que a única esperança para essas pessoas seria o tratamento específico. “Aracaju tinha uma área particular que era o Hospital Santa Maria, no Siqueira Campos, mas a área está abandonada e deixando milhares de aracajuanos que enfrentam esse problema sem esperança”, lamentou.

O vereador afirmou que vai pedir aos colegas parlamentares a criação de comissão para cobrar posicionamento do Executivo. “Temos que nos unir porque sei do sofrimento que essas famílias passam. É preciso tomar medidas urgentes para que esse mal seja expulso da sociedade”, frisou.

Anderson lembra que é muito difícil para o usuário de drogas sair do vício sem ajuda. “Sem ter alguém para apoiar e incentivar, é praticamente impossível sua reabilitação”, disse. E é justamente por isso que o vereador participa, há um ano, do grupo Amigos do Senhor (Ami-se). “Temos 145 jovens que se reúnem duas vezes por semana para levar uma palavra de incentivo e ajudar a trilhar um novo caminho”, completou.

Sintasa
O vereador aproveitou o seu pronunciamento para afirmar que está colocando o seu mandato à disposição dos servidores da Saúde que reivindicam melhorias salariais. “Sei da importância desses servidores.Sei que a melhoria na Saúde começa com valorização dos seus trabalhadores, por isso, afirmo que estou aqui para intermediar junto ao Executivo”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário