quinta-feira, 10 de abril de 2014

Sergipe recebe mais 10 profissionais do Mais Médicos


Dez médicos do Programa Mais Médicos desembarcaram nesta quinta-feira, 10, no Aeroporto de Aracaju. Eles fazem parte do quarto ciclo do Programa e vieram se somar aos outros 113 profissionais que já atuam em 39 municípios sergipanos. Mais uma médica cubana chegará a Aracaju nos próximos dias para completar o quadro de 14 médicos deste ciclo.

Dos 10 médicos, seis são cubanos e três brasileiros intercambistas (que estudaram Medicina fora do Brasil). Dois deles foram recepcionados por familiares: Evécio Barroso e Isadora Costa Santos.

Eles são sergipanos e estudaram na Venezuela.  O médico Evécio Barroso foi recepcionado pelos pais, tios, esposa e filha, ambas venezuelanas, além da avó. "Foi um sacrifício grande que pensei não alcançar. Agora, estou aqui esperando meu neto médico", disse Adelaide Queiroz, 94 anos.

A avó foi a primeira a abraçar o médico que disse não ver a hora de começar a trabalhar. "É bom estar de volta. Sempre lutei por isso, fazer Medicina e trabalhar com a nossa gente. É o que mais quero, voltar a trabalhar logo", falou Evécio Barroso.

Neste final de semana, eles descansam, os sergipanos "matam" a saudade da família e os demais vão aproveitar para conhecer um pouco a capital do Estado onde deverão permanecer pelos próximos três anos.

Na segunda-feira, 14, começa o acolhimento, um período primordial e que faz parte do roteiro do Mais Médicos para que os profissionais se familiarizem com a realidade e programas de saúde locais.  Neste quarto ciclo, o acolhimento vai até a quarta-feira, 16, no Hotel Real Praia. Só ao final desta etapa é que eles seguem para os municípios onde irão trabalhar.

Além dos 10 médicos que desembarcaram nesta quinta-feira, outros três médicos, todos brasileiros, formam o quantitativo de profissionais deste quarto ciclo. Os 13 médicos seguirão para nove cidades: Carira, Monte Alegre, Nossa Senhora da Glória, Propriá, Nossa Senhora do Socorro, Estância, Umbaúba, Poço Redondo e São Domingos. 

Os médicos do programa Mais Médicos trabalham nas equipes do Programa Saúde da Família. Em Sergipe, já assistem cerca de 350 mil pessoas em comunidades onde havia carência desses profissionais.

Investimentos na Atenção Básica
Fundamental para fixar o profissional de Saúde no interior do Estado, tem sido o investimento do Governo do Estado na Atenção Básica.

Para fortalecer e garantir a assistência de todos os sergipanos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), o Governo de Sergipe já construiu, equipou e entregou 85 Clínicas de Saúde da Família com investimento Estadual que integra um projeto de construção de Clínicas em todo o Estado no total de R$ 72 milhões. Dessas 85 CSF inauguradas, 22 possuem atendimento 24 horas com sala de estabilização para o atendimento de urgências e emergências até o encaminhamento do paciente para a unidade adequada de acordo com a complexidade.

As CSF são preparadas para comportar Equipes de Saúde da Família (ESF) e de Saúde Bucal. Todas possuem estrutura adequada e padronizada para consultas médicas, consultórios odontológicos, salas de vacina, aplicação de aerossol, curativo, verificação de pressão, acolhimento, farmácia, entre outros. Todas as unidades são preparadas para atender às necessidades da população de acordo com a região específica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário