quarta-feira, 9 de abril de 2014

Jackson lança obra do Centro Especializado em Reabilitação para pessoas com deficiência


Uma obra de importância histórica para assegurar a autonomia, independência e qualidade de vida das pessoas com deficiência. Esse é o contexto que envolve o lançamento da obra do Centro Especializado em Reabilitação (CER) que será promovido pelo governador Jackson Barreto na tarde desta quarta-feira, 9, às 15h30, no auditório do Palácio dos Despachos.

Este centro conta com recursos, da ordem de R$ 18 milhões, oriundos de uma emenda de bancada do então deputado federal Jackson Barreto, atendendo a uma solicitação da secretária de Estado da Assistência, Inclusão e Desenvolvimento Social, Eliane Aquino.

Desenvolvido buscando oferecer o que há de mais moderno nas terapias de reabilitação, o novo centro será um marco na atenção às pessoas que possuem os mais variados tipos de deficiência e marca, segundo o próprio governador Jackson Barreto, “um olhar diferenciado do Estado para a questão”.

“A beleza desta obra não está nas suas paredes, nem na edificação de mais um prédio. O mais belo desta obra está na consciência e no coração das pessoas que compreendem o papel de governo no processo de reabilitação de pessoas que são úteis à sociedade e necessitam de um olhar diferenciado do Estado”, afirmou o governador, ao definir a importância da iniciativa.

Ainda de acordo com Jackson Barreto, o novo centro visa preencher uma lacuna histórica na oferta de serviços especializados às pessoas com deficiência, melhorando a qualidade de vida dos próprios e oferecendo mais comodidade aos familiares e responsáveis. “Esta é a obra da consciência e do coração”, definiu.

Convite

Para o ato solene de lançamento da obra, o governador fez questão de convidar os representantes das instituições que contam com trabalho reconhecido nas respectivas áreas – Instituto de Apoio Educacional dos Surdos em Sergipe (Ipaese); Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos de Sergipe (Apada); Centro Integrado de Esportes Paratletas (Ciep); Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Aracaju (Apae); Associação de Amigos do Autista em Sergipe (Amas); Istituto Joanna de Angelis de Apoio ao Excepcional Inválido; Associação Sergipana de Equoterapia (ASE); Associação dos Deficientes Visuais de Sergipe (Adevise); Sociedade de Ensino e Reabilitação Rosa Azul; Associação dos Surdos em Sergipe; Associação dos Deficientes Motores de Sergipe (ADM); Associação dos Familiares e Amigos dos Doentes Mentais do Estado de Sergipe (AFADM/SE); Associação Luz do Sol; Associação de Pais e Amigos de Pessoas Portadoras de Deficiência dos Funcionários do Banco do Brasil-(APABB); CIDOWN; Centro de Integração Raio de Sol (Ciras); Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e de Atendimento as Pessoas com Surdez (CAS); Centro de Apoio Pedagógico para Atendimento Visual (CAP); e Apase.

A Obra

O Centro Especializado em Reabilitação tipo IV (CER IV), que terá capacidade para atender de 2 a 3 mil pessoas por mês, será construído em terreno de 22 mil m² e terá uma área de 7 mil m²,  no Centro Administrativo, próximo ao Hospital Especializado em Câncer Governador Marcelo Déda Chagas e ao Complexo de Saúde, onde funcionam o Case, Cadi, Caism e TFD.

O CER IV contará com auditório com capacidade para 150 pessoas, anfiteatro, parque infantil, brinquedoteca, biblioteca adaptada, sala de vídeo, refeitório, praça de alimentação, área para exposição e eventos, pátio coberto, sala de acolhimento familiar, consultórios médicos nas especialidades de pediatria, oftalmologia, otorrinolaringologia, ortopedia e traumatologia, neurologia e neuropediatria e psiquiatria, consultórios para atendimento com psicólogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, nutricionista, assistente social, enfermeiro, pedagogo e psicopedagogo.

O moderno Centro Especializado em Reabilitação contempla uma sala multidisciplinar, para avaliação conjunta do paciente por profissionais de várias especialidades, uma sala para avaliação auditiva com cabine para audiometria e uma sala de reabilitação virtual e outra multiuso para orientação e mobilidade do deficiente visual. Terá, também, sala para reabilitação e adaptação nas três deficiências (física, visual e auditiva) e para realização de atividades em grupo. Nesse mesmo terreno, mas em área anexa será construída uma oficina ortopédica para produzir e fornecer órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção e que irá atender não só aos pacientes do Sistema Único de Saúde do CER IV, como também de todo o Estado. Será construído, também, ginásio de fisioterapia ortopédica e piscina coberta e aquecida com rampas para pacientes em tratamento de hidroterapia.

A equipe de profissionais será multidisciplinar com neuropediatra, neurologista, oftalmologista, ortopedista e traumatologista, otorrino, pediatra, psiquiatra, psicólogo, psicopedagogo, pedagogo, fisioterapeuta, fonaudiólogo, enfermeiro, músico-terapeuta, terapeuta ocupacional, nutricionista, técnico em enfermagem, além de pessoal administrativo e de apoio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário