quinta-feira, 13 de março de 2014

Valadares Filho repudia racismo nos estádios de futebol

Em pronunciamento, feito hoje (13-03), o deputado Valadares Filho (PSB-SE) repudiou os recentes episódios de racismo ocorridos nos estádios de futebol. “Embora essas demonstrações de preconceito não sejam novidade em nossa sociedade, não podemos deixar esses episódios passarem sem que manifestemos nosso protesto”, destacou.

Valadares Filho citou alguns exemplos de racismo, como em Bento Gonçalves (RS), quando foram colocadas bananas no carro do árbitro Márcio Chagas da Silva; e em Mogi Mirim (SP), o volante santista Arouca foi tratado por macaco. “Ambos os episódios, em si mesmo reprováveis, trazem para nós, parlamentares, a obrigação de deixar claro o repúdio veemente”.
Para o deputado sergipano, especialmente nesse momento em que o Brasil receberá milhares de turistas estrangeiros, cabe aos torcedores de todo o País mostrarem que somos uma nação que tem contradições, sim; mas que não faz da diferença de cor ou etnia um elemento de preconceito.
“Estamos a menos de cem dias da Copa do Mundo. Mas não é só por isso que devemos respeitar as diferenças, sejam de cor ou gênero; de idade ou origem: sempre devemos nos posicionar contra o preconceito”.
Valadares Filho disse que se deve aproveitar a Copa do Mundo de Futebol, a se realizar no Brasil, para tornar explícito o repúdio brasileiro ao racismo. “Que seja a Copa contra o racismo; que seja a copa da inclusão e da acessibilidade”. Valadares Filho subscreveu requerimento, que foi aprovado hoje (12-03) na Comissão do Esporte, para realização de audiência pública para discutir as questões relacionadas ao racismo no futebol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário