quarta-feira, 26 de março de 2014

Max quer comissão para averiguar morte de bebê prematuro


Criança passou três meses na UTIN, mas não resistiu aos problemas de saúde.
O vereador Max Prejuízo (PSB) utilizou a Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) na manhã desta quarta-feira, 26/3, para lamentar o falecimento de uma criança do sexo masculino que nasceu prematura na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes e foi encaminhada ao Abrigo Sorriso com apenas três meses de nascida.




O parlamentar relatou que, segundo informações, a criança chegou ainda debilitada ao abrigo, com apenas 2,5Kg e com problemas no pulmão, que não se desenvolveu. “Essa criança não poderia ter ido para o abrigo. Já chegou doente e com poucos dias foi internada no HUSE, passou três meses na Unidade de Terapia Neonatal (UTIN) e, infelizmente, no último dia 21 de março, veio a óbito”, denunciou Max.



Preocupado com a situação Max propôs em plenário que uma Comissão Parlamentar fosse formada para investigar porque uma criança prematura e doente foi transferida de uma maternidade para um abrigo. “É preciso que esta Casa crie uma Comissão, em especial convido os vereadores que são médicos, para que faça uma visita  a direção da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, para pedirmos explicações. Precisamos de uma ação efetiva para evitar que este fato lamentável ocorra novamente”, disse o vereador.



Max Prejuízo informou que esteve no abrigo nesta manhã para obter todas as informações possíveis e que também conversou com a secretária da Família e da Assistência Social, Selma Mesquita, e que a mesma confirmou o fato.

O Abrigo Sorriso fica localizado no conjunto Santa Tereza e acolhe quarenta crianças, sendo que dez delas tem menos de um ano de idade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário