sexta-feira, 7 de março de 2014

Laércio Oliveira fala sobre Fator Previdenciário e redução da maioridade penal

O deputado federal Laércio Oliveira (Solidariedade) esteve na manhã desta sexta-feira, 7, no estúdio da Rádio Liberdade FM, onde concedeu entrevista ao radialista Evenilson Santana. Entre os temas debatidos, o fim do fator previdenciário, emendas parlamentares para os municípios sergipanos, a redução da maioridade penal e a prisão para motorista bêbado que mata no trânsito.


Segundo o parlamentar, o fim do Fator Previdenciário é uma das principais bandeiras de atuação do Partido da Solidariedade. “Já estamos obstruindo todas as votações enquanto o PL 3299/08, que acaba com o fator, não for votado. Esse é o tema que trataremos no próximo programa do partido”, disse o deputado, acrescentando que o fator é obtido por uma fórmula matemática e foi criado para inibir a aposentadoria das pessoas muito novas, que ainda vão ter muito tempo de vida. “Acabar com ele significa distribuir renda porque, na verdade, da forma que existe atualmente, ele penaliza especialmente aquela faixa econômica que começa a trabalhar mais cedo", informou.

Por telefone, a ouvinte Tuca de Ilha das Flores agradeceu ao deputado a emenda para a compra de uniformes para os estudantes do município. “Uma das coisas que mais admiro em Laércio é que ele busca recursos para os municípios sem se importar com a quantidade de votos que teve. Não é à toa que ele foi considerado o terceiro melhor do Brasil”, disse, afirmando ainda que os uniformes escolares são muito importantes para os estudantes, porque as famílias economizam em roupas.

O deputado também destinou recursos para a compra de uniformes escolares para os municípios de Itabaiana, Campo do Brito, Tobias Barreto, Propriá, Itabaianinha e Boquim. ”Além da economia para os pais, os uniformes são importantes porque evitam que a sala de aula se transforme em um local colorido que chama a atenção pelas roupas e não pelo conteúdo. O uniforme também faz com que o aluno desenvolva o sentimento de que pertence e faz parte ativa de um grupo. Isso ajuda a desenvolver a parte social das crianças”, informou.

Questionado sobre a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos o deputado disse que defende o modelo americano que independente de idade as pessoas devem ser punidas com prisão. Laércio defendeu ainda que o Brasil precisa de uma legislação mais rígida para punir pessoas que matam ao dirigir bêbadas, visto que hoje raros são condenados e presos por isso. Por esse motivo, apresentou o PL 7178/2014 que converte em crime de homicídio qualificado a direção de veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa. “Aliado a esses temas, precisamos fazer uma revisão no serviço penitenciário brasileiro para que os presos trabalhem enquanto estão cumprindo suas penas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário