segunda-feira, 24 de março de 2014

Jackson Barreto participa de lançamento da pedra fundamental da fábrica Saint-Gobain



O município de Estância sediará a nova Indústria Vidreira do Nordeste (IVN), cuja pedra fundamental foi lançada nesta manhã de segunda-feira, 24, pelo governador Jackson Barreto, juntamente com o presidente da Saint-Gobain no Brasil, Argentina e Chile, Bernoit d’Iribarne, o prefeito do município Carlos Magno, o diretor geral da Verallia, Luiz Correia Netto e o representante da Ipiaram, investidor local, o empresário Ruy Vieira. O investimento na implantação da fábrica será de mais de R$ 250 milhões, numa área de 35 mil m².


Será a quarta e mais moderna empresa da Verallia no Brasil, esta que é a fábrica de embalagens de vidros da multinacional Saint-Gobain. De acordo com os empresários, a previsão de início das atividades é dezembro de 2015, com geração de 195 empregos quando atingir o pleno funcionamento. Mas os benefícios para os sergipanos começam já na fase de construção, quando a proposta do grupo é gerar 485 empregos durante a obra.
O governador Jackson Barreto destacou a capacidade empresarial do sergipano ao se associar ao grupo internacional e atraí-lo para o Estado.

“Sinto-me extremamente emocionado e feliz com a iniciativa e o trabalho do empresário Ruy Vieira e o estado de Sergipe se sente orgulhoso ao ver um grupo internacional acreditar no potencial do nosso empresariado e do nosso povo ao trazer mais uma indústria para nosso estado. A chegada da Saint-Gobain, através da Verallia e da Ipiaram, com um novo modelo de indústria, diversificando nosso parque industrial e fortalecendo a cadeia produtiva. É evidente que esse grupo vai crescer e tudo o que for necessário e o governo puder fazer no sentido de fortalecer esse crescimento e gerar novos empregos, pode contar com o nosso apoio”, destacou.

Atração de Investimentos
As perspectivas de crescimento econômico de Sergipe vão assegurar um comércio forte e dinâmico nos próximos anos. Por sua localização privilegiada e uma política de atração de investimento inteligente, muitas empresas têm investido em Sergipe. Entre 2007 e 2013, o Estado recebeu um total de 103 empresas implantadas, que resultaram num investimento de mais de R$ 723 milhões e geraram mais de 11.400 empregos diretos. Computando as novas empresas e os projetos aprovados pelo CDI, Sergipe encerrou o ano de 2013 com a atração de 67 novos empreendimentos que somam mais de R$ 402,6 milhões em investimentos, resultando na geração de 10.643 empregos.

Incentivos do PSDI
Segundo Bernoit d’Iribarne a escolha de Sergipe e Estância como sede se deu por apresentar condições favoráveis de localização, estratégica e infraestrutura. “E também tivemos o apoio muito grande do Governo e da Prefeitura e a parceria inovadora com o grupo Ipiaram que será um fator diferencial. Temos certeza de que a nossa proposta de trabalho, além de contribuir com o desenvolvimento, tem todos os
componentes para ser um verdadeiro sucesso”, disse.

Incentivos do governo estadual, através do Plano Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), também foram essenciais para que a indústria viesse para Sergipe e não para outro estado do Nordeste.

Também faz parte do plano de atuação do grupo o investimento na capacitação para aproveitamento da mão de obra local. Para o prefeito de Estância, Carlos Magno, esse é um diferencial da indústria. “Essa preocupação social foi uma das coisas que mais me impressionou. Faz com que o povo de Estância sinta que a indústria também é sua, pois terá a chance real de fazer parte dela. Esse é um dia de grande importância para a nossa cidade, pois sabemos que depois da chegada de um grupo internacional outros virão”, comentou.

O empresário da Ipiaram Empreendimentos e Participações, Ruy Campos Vieira, neto do empresário estanciano Constâncio Vieira, disse que além de acreditar no sucesso, também mantém fortes raízes emocionais com a cidade sede da nova indústria. “Esse projeto que está nascendo hoje é um marco que podemos chamar de um polo de embalagens com a IVN e porque existem mais três projetos paralelos, uma recicladora de vidro, uma transportadora e uma mineradora que vão gerar centenas de novos empregos e renda para a região. Certamente Sergipe vai ficar no radar da Saint-Gobain e isso é um marco muito importante para qualquer alternativa de projeto futuro, oportunidade muito grande de novos investimentos”, informou.
 
Produção
A Verallia chega ao mercado nordestino trazendo, além dos produtos já consolidados, inovações em embalagens de vidro. A unidade será responsável pela fabricação de garrafas e potes com linhas de produtos que atendam os segmentos de mercado de bebidas e alimentos que utilizam o vidro como material de suas embalagens. A indústria pretende dar atenção especial a produtos especificamente utilizados por potenciais clientes da região.

A unidade produtiva contará com equipamentos de última geração, operados com alto nível de automação que na primeira etapa produzirão 80 mil toneladas de vidro, o que corresponde a 200 milhões de embalagens. A nova fábrica, além de respeitar integralmente as normas ambientais, terá como fator determinante em seu projeto, construção e operação, a preocupação com a sustentabilidade e a segurança de seus colaboradores.

Com a nova indústria, a Verallia pretende firmar sua presença no Nordeste, promovendo uma expansão significativa em sua capacidade produtiva e melhorando o nível de atendimento logístico aos seus clientes. A inauguração em Sergipe faz também parte da estratégia de ampliar a presença e fortalecer a marca Saint-Gobain no Brasil.

Pote do tempo
Após o descerramento da pedra fundamental e a bênção do padre Acival Oliveira, o governador, empresários e demais responsáveis pela solenidade enterraram um “Pote do tempo”, um vasilhame contendo uma cédula de R$ 50, um jornal local do dia, uma foto do terreno onde a fábrica será construída e a planta do projeto. Esses objetos serão retirados em aproximadamente 12 anos quando deverá ocorrer a primeira reforma nas instalações.

Diversas autoridades e empresários prestigiaram a cerimônia, dentre eles o superintende regional do Banco do Nordeste, José Mendes Batista, o presidente da Verallia para a América do Sul, Roberto Luiz Correia, o presidente da Associação Comercial de Sergipe, Alexandra Porto, o empresário José Lauro Menezes, o prefeito de Muribeca, Fernando Franco, o presidente da Câmara de Vereadores de Sergipe, Tito Magno, o secretário de Estado do Desenvolvimento, Saumíneo Nascimento e o secretário do Desenvolvimento de Estância, Martinho Barreto, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário