terça-feira, 11 de março de 2014

Governador discute novas iniciativas para complementar reforma da Catedral

No final da manhã desta terça-feira, 11, o governador Jackson Barreto promoveu uma reunião com o bispo auxiliar da Arquidiocese de Aracaju, Dom Henrique Soares da Costa, para tratar das medidas necessárias na busca de recursos para conclusão da reforma da Catedral Metropolitana de Aracaju.


A reunião contou com a participação do secretário-adjunto de Estado da Cultura, Wellington Mangueira, e com o subsecretário do Patrimônio Histórico e Cultural, Luiz Alberto dos Santos, além do chefe do Cerimonial do Governo do Estado, Ednilson Guimarães e do assessor de Comunicação da Arquidiocese, jornalista Edmilson Brito.

Após a fase inicial, onde o Governo do Estado somou-se à Arquidiocese na captação de recursos junto a empresas privadas e com a própria doação feita através do Banese. Já foram investidos cerca de R$ 1,5 milhão para recuperação da estrutura do telhado e de serviços correlatos na Catedral.

Mobilização

Segundo o governador, esta mobilização dos integrantes dessa comissão criada para viabilizar as obras da Catedral tem como meta assegurar a continuidade dos serviços. “Já estamos com a parte do telhado sendo finalizada e pretendemos, já agora no mês de abril, concluirmos os projetos para dar entrada no Ministério da Cultura com vistas a sermos beneficiados pela Lei Rouanet. Também discutimos sobre fontes de financiamento buscando o empresariado local, como também a captação de recursos junto a empresas nacionais onde possamos buscar recursos”, revelou o governador.

Ainda conforme Jackson, já estão agendadas viagens nesse sentido para a sede da Petrobras, da Votorantim, e da Caixa Econômica Federal, dentre outras instituições. “Isto ocorrerá independentemente das tratativas com o Ministério da Cultura para poder usufruir dos benefícios da Lei Rouanet. Nosso esforço é no sentido de garantir a preservação de um bem que faz parte da história e é representativo para a maioria dos sergipanos”, concluiu o governador.

Já o bispo Dom Henrique, destacou a participação fundamental do Governo do Estado nessa mobilização. “A Catedral é um patrimônio gerenciado pela Arquidiocese, mas quem está à frente dessa obra é o Governo de Sergipe. A Arquidiocese jamais entraria numa empreitada dessas sem o apoio fundamental do Governo. Graças a Deus, seja com o ex-governador Marcelo Déda, ou com o governador Jackson Barreto, contamos com total apoio e realizando periodicamente esses encontros para definir e avaliar as iniciativas”, disse o bispo auxiliar. 

Todo o conjunto da obra está orçado em cerca de R$ 4,5 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário