sexta-feira, 7 de março de 2014

CTB/SE : Maior participação da mulher na política

As mulheres são maioria no Estado – mais de 1,1 milhão ou 52,17% da população. Em Aracaju, elas também estão em vantagem - há 305 mil mulheres e 265 mil homens, de acordo com dados do IBGE. Mas, apesar de constituir a maior parcela dos residentes, elas são minoria na Assembleia Legislativa e na Câmara de Vereadores da capital.

Dos 24 deputados estaduais, apenas cinco são mulheres, o que equivale a 21% do total de parlamentares na Assembleia. Na Câmara Municipal, a representatividade feminina é ainda menor. Dos 25 vereadores, apenas três são mulheres, ou seja, 12%.
Para a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras de Sergipe – CTB/SE -, é preciso reverter esse quadro. “A mulher sergipana deve ter uma participação maior na política. De pouco adianta ser maioria e estar subrrepresentada no Legislativo e no Executivo”, salienta Ivânia Pereira, secretária da Mulher Trabalhadora da CTB Nacional.
Essa baixa representatividade da mulher na política tem reflexos na vida cotidiana. Projetos que as beneficiam deixam de ser aprovados e direitos assegurados por lei, a exemplo da pensão alimentícia, estão ameaçados diante da pretensão de um grupo de parlamentares do Congresso Nacional, majoritariamente masculino, de amenizar as punições para os homens que descumprem a legislação.
Por isso, para comemorar o Dia Internacional da Mulher – 8 de Março -, a CTB/SE, em parceria com o Sindicato dos Bancários, fará um ato público no Calçadão da João Pessoa, Centro, nesta sexta-feira, 7, a partir das 7 horas. Com o tema Mais Mulher na Política, as entidades defenderão também mais creches públicas e de qualidade para as crianças, salários iguais para homens e mulheres, e dirão não à violência de gênero e à terceirização da mão de obra dos trabalhadores, em especial, da feminina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário