terça-feira, 18 de março de 2014

Comunicado da CHESF na redução drástica de repasses exige medidas emergenciais

A Chesf – Companhia Hidro Elétrica do São Francisco comunicou a Secretaria de Estado da Fazenda de Sergipe a redução drástica do valor adicionado à compensação financeira pela utilização de recursos hídricos e os royalties de energia, fato que, diretamente, afeta o município de Canindé de São Francisco, no sertão do Estado, com o repasse reduzido do ICMS gerado pela Usina de Xingó.


O baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas em 2013 e a redução da tarifa de energia pelo governo federal representam a motivação do comunicado da CHESF, motivos que geram impacto na economia do Estado e na do município: “com a redução, somos muito afetados porque 25 milhões a menos na receita inviabilizam o município. Reuniões de emergências com a equipe da gestão, com os vereadores, com sindicatos, com a Chesf, tivemos e iremos ter para encontrarmos juntos uma solução”, declarou o prefeito Heleno Silva.

Ainda de acordo com o gestor municipal de Canindé, o momento é de luta para reverter essa situação. "Não podemos entrar no desespero. Vamos participar de um movimento de prefeitos de municípios atingidos pela redução do ICMS, semana que vem em Brasília, vamos à diretoria da Chesf, confirmar in loco esses resultados de redução de receita pela venda de energia em 2013, porque não podemos admitir que medidas alheias à necessidade do município venham prejudicar o nosso povo, sacrificar fornecedores e prestadores de serviços ao município”, desabafou o prefeito.


Técnicos da Secretaria de Estado da Fazenda de Sergipe, e os técnicos das Secretarias Municipais de Planejamento e de Finanças de Canindé estão avaliando o impacto na economia do Estado e do município, com a redução do ICMS gerado pela Usina de Xingó anunciada pela Chesf.

LEIA TAMBÉM:












Nenhum comentário:

Postar um comentário