quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Márcio defende instalação de campus da UFS em Estância

O deputado federal Márcio Macêdo (PT) discursou hoje no plenário da Câmara, em defesa da instalação de um campus, no município de Estância, da Universidade Federal de Sergipe (UFS). “Estância tem vocação empresarial e produtiva. A Universidade de Engenharia vai servir não só para Sergipe, como também para as cidades da Bahia que fazem divisa com o nosso Estado, já que há próximo dali o Polo Petroquímico de Camaçari”, destacou. O parlamentar participa, amanhã, de audiência com o reitor Ângelo Antoniolli, políticos e associação de estudantes na sede da UFS para discutir a implantação da nova unidade.


“Quero dizer que defendo a instalação da UFS em Estância, pois sei o quanto é necessário para a população daquela região. O município pleiteia o Campus de Engenharia Civil, com o objetivo de beneficiar não só a região sul e centro-sul de Sergipe, como também todo o território do Estado”, ressaltou. Para Márcio, com a intenção de se instalar na cidade, “a universidade reafirma sua responsabilidade em participar efetivamente na resolução de problemas e no atendimento às demandas sociais do Estado de Sergipe”.

“Para cumprir esse papel de propulsora do desenvolvimento social do Estado, a UFS assumiu uma forte postura de crescimento traduzida na ampliação de suas atividades de ensino, pesquisa e extensão e na diversificação da oferta de seus serviços à comunidade. A UFS trabalha com a ideia de que a presença efetiva e permanente da instituição, no interior sergipano, formando jovens socialmente conscientes e críticos, será fator decisivo de mudança da realidade social, econômica, educacional, científica e tecnológica. A ausência de educação superior é um fator permanente de isolamento e de migração de jovens inteligentes e potenciais agentes de mudanças sociais, do interior para os centros urbanos”, afirmou.

Em seu discurso, Márcio destacou ainda que “a criação do Campus de Engenharia de Estância está plenamente alinhada com o Plano Nacional de Educação (2011-2020), que busca aperfeiçoar a capacidade instalada da estrutura física e de recursos humanos das instituições públicas de educação superior, mediante ações planejadas e coordenadas, de forma a ampliar e interiorizar o acesso à graduação, o que fará de Sergipe um dos primeiros estados brasileiros a cumprir a meta de 33% de jovens, entre 18 e 24 anos, matriculados na educação superior”.

Ao destacar a necessidade de um campus no sul sergipano, o deputado ressaltou que a região possui forte base industrial. “O sul sergipano possui uma base industrial especializada nas indústrias de construção civil, produtos minerais não metalúrgicos (cerâmicas), vestuário e acessórios, têxteis, alimentar e de bebidas, com destaque para a produção do suco concentrado de laranja, principal cultura agrícola dessa região (sendo o suco o mais importante item na pauta de exportação sergipana). Na área de energia elétrica, o município de Estância dispõe de uma importante empresa distribuidora de energia para toda região sul de Sergipe e parte do norte da Bahia, a Sulgipe. Localizada geograficamente na região litorânea sul de Sergipe, onde a Petrobrás explora petróleo, em águas profundas no mar”, afirmou.

Márcio Macêdo destacou o campus de Engenharia da UFS, em Estância ofertará 10 cursos de graduação plena em engenharias, vinculados a cursos superiores tecnológicos. Cada um deles terá 50 vagas anuais, totalizando, aproximadamente, 2.700 matrículas, após cinco anos de funcionamento. “Quero dizer que contem com meu apoio, não medirei esforços para que o sonho dos moradores daquela região se concretize”, encerrou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário