terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Eduardo Amorim destaca 50 anos da Campanha da Fraternidade‏

O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) destacou no início da noite da segunda-feira, 17, os 50 anos da Campanha da Fraternidade. O parlamentar informou que a Campanha “tem sua origem histórica alguns anos antes do início do Concílio Ecumênico Vaticano II”. Em seu discurso, Amorim lembrou que foi no Nordeste, no semi-árido, pobre, que ela foi concebida, com as finalidades evangelizadora e social.


Amorim destacou a representação do Partido Social Cristão e lembrou os seus princípios e valores que norteiam a sigla. “Entendo o exercício do cargo público e a confiança que me foi dada pelo povo sergipano, como uma missão, como uma possibilidade de, por meio do exercício de um mandato político, buscar a tão almejada transformação social propiciando dignidade a nossa gente”, discursou.

Em suas palavras, o senador lembrou nomes históricos da religião católica como Dom José Vicente Távora, à época Arcebispo Metropolitano, “desempenhou um papel fundamental para que a Campanha obtivesse sucesso e reconhecimento desde o seu início”. Outro nome lembrado, Dom Luciano José de Cabral Duarte, que segundo o senador deu continuidade aos trabalhos iniciados por seu antecessor. “Conhecido pelos sergipanos por sua erudição, por sua cultura e por suas inesquecíveis homilias”.

“Sergipe é um estado abençoado. O Bispo que desde o afastamento de Dom Luciano, assumiu nossa Arquidiocese é um dos mais abnegados soldados da nossa Igreja. Refiro-me a Dom José Palmeira Lessa, alagoano de nascimento, sergipano de coração”, destacou Eduardo Amorim  ao lembrar ainda o Lema Episcopal por ele escolhido: “Fraco com os Fracos”, que inspira e perpassa todo o ser e o agir do pastor. “Temos vivido cada campanha da Fraternidade, através do comando desses homens iluminados, que se doaram e se doam integralmente à causa cristã”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário