sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Situação de autônomos em terminais de integração será reavaliada

A secretária municipal de Defesa Social e da Cidadania, Georlize Teles, recebeu, na sede da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), uma comissão de vendedores autônomos que comercializam produtos e alimentos em três terminais de integração da capital. O encontro serviu para a gestora avaliar as possibilidades de adequação ou remanejamento dos ambulantes para que as obras de manutenção dos terminais Maracaju, Centro e DIA sejam iniciadas com segurança. De acordo com Georlize Teles, diante da situação, a determinação expedida para que os comerciantes saíssem até o dia 04 fica suspensa.



"Queremos encontrar uma solução que seja melhor para todos, tanto para os vendedores que já comercializam no local há muito tempo, quanto para a SMTT que precisa realizar reparos nos terminais de integração até que o resultado dos estudos da consultoria do escritório Jaime Lerner seja definido. Portanto, a reforma precisa ser feita de imediato, com algumas adequações e a questão dos vendedores entra para uma nova análise", informa a secretária.


Durante a reunião, um grupo de cinco autônomos sentou com Georlize Teles e levou informações com o intuito de uma avaliação ainda mais rigorosa. "Ela não sabia que a gente não é clandestino. A administração passada não disse nada a atual gestão sobre nosso trabalho, nem disse da nossa existência. Por isso que trouxemos documentos comprovando para que Georlize veja e chegue em uma definição que seja boa para a gente se organizar nos terminais e ao mesmo tempo dar espaço para a reforma", conta o vendedor José Francisco Pinho Filho, ambulante no terminal DIA há 15 anos.


José Santos afirma que se sentiu mais seguro após a conversa que foi aberta pela secretária com todos ambulantes presentes no auditório da SMTT: "Foi um avanço. Deu para dar uma tranquilizada agora, ela mostrou respeito com a nossa situação ouvindo a gente e marcando um novo encontro para dizer o que ficou definido sem atrapalhar a gente".


Quem também participou do momento foi o vereador Adriano Oliveira (PSDB). "Vim dizer a Georlize Teles que a questão da reforma dos terminais é importante, inclusive a parabenizo também em nome do prefeito João Alves Filho, mas vim pedir para rever a questão dos vendedores permanecer por serem autônomos, ocuparem pouco espaço e ainda serem móveis, o que, ao meu ver, não impediria que a reforma acontecesse com eles", considera Adriano Taxista. 


A decisão será a melhor possível para todos os lados envolvidos, assim garante a secretária. "Juntos vamos encontrar um caminho. Hoje não temos um dado concreto porque o que a comissão trouxe é novo e deverá ser ponderado. Após essa avaliação, poderemos definir", finaliza a secretária Georlize Teles. Uma nova reunião será agendada com a categoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário