terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Emília Correa diz que Sergipe vive a pior crise na saúde dos últimos tempos

A vereadora Emília Correa (DEM) lamentou a demissão dos médicos pediatras do Hospital de Urgência João Alves Filho e afirmou que o estado vive a pior crise na saúde pública dos últimos tempos.


A parlamentar apontou como um dos principais fatores a inércia do governo do Estado. “É um absurdo que a população pague com a vida em virtude da incompetência e insensibilidade do governo do Estado. Já se foi o tempo em que grandes médicos faziam questão de trabalhar no João Alves, mas hoje o quadro é diferente. É preciso urgente uma intervenção federal para que o governo tome as providências e evite que os cidadãos morram nos corredores por falta de assistência”, disse indignada.

Emília Correa criticou a devolução dos recursos para o Hospital do Câncer. “É lamentável que numa época de epidemia do câncer o Estado perde R$ 52 milhões de recursos de emendas ao Orçamento Geral da União (OGU) para a construção de um hospital em Sergipe porque não iniciou as obras. O povo agoniza nos hospitais e os recursos que chegam não são aproveitados”, lamentou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário