segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Cope esclarece caso de taxista desaparecido

Na manhã desta segunda-feira, 6, o delegado do 2º Núcleo do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), André Baronto, detalhou o motivo do desaparecimento do taxista Laércio Pereira da Silva, que estava sumido desde o dia 1º.

 
De acordo com Baronto, o sumiço do taxista não tem ligação nenhuma com algum tipo de crime e na noite da última sexta-feira, 3, Laércio fez contato com familiares afirmando que estava na cidade de São Paulo após viajar por conta própria.
 
 
"Ele trabalhou no dia 31 e deveria ter devolvido o táxi às 8 horas do dia 1º. Conseguimos imagens dele abastecendo o veículo no final da tarde. Posteriormente ele viajou até a cidade baiana de Feira de Santana, onde estacionou o carro e foi até a rodoviária de Feira de Santana, viajando para São Paulo", explicou Baronto.
 
 
O carro do taxista foi encontrado estacionado sem sinais de violência. "Uma pessoa que soube da notícia encontrou o veículo e acionou a polícia baiana que nos comunicou. Ele resolveu sumir por conta de problemas psicológicos. Agora ele já está com os familiares e está bem melhor", destacou o delegado.
 
 
 
Isento
 
O delegado comunicou que Laércio não responderá criminalmente, pois não houve a comunicação de que se tratava de um caso de violência.
 
 
"Nós entramos no caso depois do caso ter sido divulgado pela imprensa. Desde o início descartamos a hipótese de sequestro, pois não havia pedido de resgate e o veículo foi encontrado intacto", finalizou o delegado.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário