segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Conselheiro Carlos Alberto volta a dirigir a Escola de Contas

Após concluir sua gestão à frente do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE), o conselheiro Carlos Alberto Sobral de Souza volta a dirigir a Escola de Contas Conselheiro José Amado Nascimento (Ecojan), no biênio 2014/15, sucedendo o conselheiro Ulices Andrade, que passa a exercer a função de corregedor-geral do TCE.


Escolhido para dirigir a instituição de ensino do TCE a partir da indicação do conselheiro-presidente Carlos Pinna de Assis - prontamente aprovada pelo colegiado -, o conselheiro Carlos Alberto tem como meta o reforço das ações em andamento.




"O novo presidente já colocou como prioridade esse incremento nas ações pedagógicas desta Corte, portanto, vamos buscar ampliar esse trabalho com mais cursos e capacitações em benefícios dos servidores públicos sergipanos, sejam eles das prefeituras, câmaras ou demais unidades gestores, como também do próprio Tribunal de Contas", ressalta Carlos Alberto.




A função não é novidade para o conselheiro, que já dirigiu a Ecojan entre 2005 e 2011. "Nos últimos anos pudemos ver um crescimento substancial das ações da Escola. Apenas em 2013, foram treinados mais de 2.500 servidores e com isso quem ganha, sobretudo, é a sociedade, que passa a contar com um serviço público melhor qualificado", acrescenta.




O conselheiro vê ainda como fundamental a continuidade de projetos como o 'TCE Cidadão', que semanalmente tem atraído turmas de estudantes universitários às sessões do Tribunal; o 'TCE Itinerante', que tem ofertado capacitações no interior em parceria com as prefeituras; e o recente 'TCE vai à Escola', voltado aos alunos dos ensinos médio e fundamental das escolas públicas e particulares.




"São iniciativas exitosas que vamos procurar ampliar após nos reunirmos com a presidência para definirmos nossa linha de atuação", concluiu o conselheiro Carlos Alberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário