quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Cartório da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes emite mais de mil certidões de nascimento


Na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), através de uma parceria com Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE), o cartório da unidade realiza, de forma rápida, gratuita e eficiente, o serviço de Registro Civil para os bebês nascidos na instituição. De janeiro a novembro de 2013, dos 3.799 nascimentos contabilizados na unidade, foram emitidas 1001 certidões.

Segundo a referência técnica do setor de Serviço Social da MNSL, Fátima Andrade, para que o registro de nascimento seja feito na unidade, os pais podem se dirigir ao Cartório até o 15º dia de vida do bebê. 

“Para emitir a Certidão de Nascimento, primeiramente, precisamos da Declaração de Nascido Vivo (DNV), emitida após o parto. Além disso, também pedimos os documentos de identificação dos pais como RG e CPF. Trabalhamos com um cadastro unificado interligado ao 13º e 15º Ofícios cujo sistema é online. O processo é rápido e não dura mais de 20 minutos”, explica Fátima Andrade.

Ainda de acordo com a referência técnica, o Cartório da MSNL é considerado um importante agente da cidadania. “Contamos com um quadro de servidoras treinadas pelo Tribunal de Justiça, que fazem o apoio institucional, o que beneficia à população. Mesmo com os bons resultados, queremos avançar ainda mais. Por isso, durante as reuniões do Grupo de Apoio ao Visitante e Acompanhante (Gava) realizamos campanhas de orientação sobre a importância da certidão de nascimento”, pontua.

Cartão SUS

Além da certidão de nascimento, o Cartório da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes emite, também, o Cartão Nacional de Saúde (Cartão SUS).  Através do cadastro, os usuários e profissionais da saúde recebem um número nacional de identificação, que fica em uma base de dados disponível em todo o país. Esse mecanismo possibilita a vinculação dos procedimentos executados no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

“O Cartão SUS é emitido junto com a certidão de nascimento, permitindo a coleta de uma série de informações sobre atendimento realizado. Isso contribui para a organização de serviços de saúde, ampliando e qualificando o acesso dos usuários. Com este documento, o paciente é contemplado com uma série de serviços de saúde de forma  gratuita”, reforça Fátima Andrade.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário