terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Amorim não descarta aliança com PT e PSB

MAX AUGUSTO
JC/Blog do Max

Em entrevista exclusiva ao JORNAL DA CIDADE/ BLOG DO MAX, o senador Eduardo Amorim (PSC), provável candidato ao governo do estado este ano, afirmou que seu partido não descarta uma aliança com o PSB e PT – partidos que hoje compõem a base de apoio ao governo do estado. Questionado se os desentendimentos entre PSB e PT abririam a possibilidade de uma nova aliança, Amorim respondeu que seu grupo político nunca fechou as portas pra ninguém.


“Nós nunca fechamos as portas para ninguém, sempre tratamos todos com muita sinceridade e com muita honestidade. Nunca fui para nenhum palanque, nunca utilizei um microfone para macular quem quer que seja, não faço esse tipo de expediente.
Faço política com ideias, propostas e críticas construtivas, quando precisam ser feitas. Isso é meu dever e obrigação”, disse o senador o JORNAL DA CIDADE.

Ele preferiu não se pronunciar sobre a polêmica discussão entre membros do PT e PSB. “Opino apenas sobre minha base. Se algum amigo me consultar, posso até falar, mas esses desentendimentos são de lá, eles que devem falar. Do lado de cá não há desentendimentos, só união”, garantiu.

O senador disse ainda que seu grupo político é aberto ao diálogo, citando sua convivência com o governador Marcelo Déda (PT), falecido recentemente. “A única vez que Déda pediu para dialogar, o diálogo foi permitido. A cena ainda está na minha memória, uma reunião tranquila na sala de Angélica. Muitas pessoas as vezes esquecem de um  instrumento simples, o diálogo”, insistiu Amorim.

Empréstimo
A reportagem também questionou o novo pedido de empréstimo do governo do estado, que aguarda a aprovação da Assembleia Legislativa para a liberação de R$ 200 milhões, que serão utilizados na compra de equipamentos para o Hospital do Câncer, entre outras coisas. Amorim disse apenas que não conversou comnenhum deputado sobre o assunto e que essa decisão cabe apenas aos parlamentares. “É uma decisão deles, unicamente deles, cada um tem que votar com a sua consciência”, disse o senador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário