quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Turismo em Sergipe terá mais U$ 100 milhões nos próximos cinco anos




O governador Jackson Barreto e a representante do BID no Brasil, Daniela Carrera-Marquis, assinaram contrato nesta quarta, 18, que garantirá U$ 100 milhões para o desenvolvimento do turismo em Sergipe. Caberá ao Banco Interamericano de Desenvolvimento o financiamento de U$ 60 milhões. Outros U$ 40 milhões virão dos cofres estaduais.




"Foi um grande presente de Natal", comemorou o governador, logo após a assinatura do contrato. "Investir em turismo é investir em emprego, na renda das famílias", prosseguiu. Segundo ele, estas ações, iniciadas pelo "saudoso governador Marcelo Déda" garantem recursos "importantíssimos para consolidar Sergipe como destino turístico".



O benefício direto às populações locais também foi destacado por Carrera-Marquis. “O turismo é um tema transversal por natureza, por isso os programas voltados para esta área possuem uma grande capacidade de alavancar benfeitorias e gerar impacto positivo direto junto à população local”.



Novos empreendimentos



Integrante do Prodetur (Programas Regionais de Desenvolvimento do Turismo), do Ministério do Turismo (MTur), o projeto visa gerar novos negócios e empreendimentos por meio do desenvolvimento do turismo sustentável. O conceito de turismo sustentável e da consolidação e diversificação da atividade turística permeia a proposta assinada entre o BID e o Governo do Estado.



O programa, que será desenvolvido ao longo dos próximos cinco anos, abrange investimentos na construção e recuperação de orlas e equipamentos turísticos, patrimônio histórico, qualificação da mão-de-obra, infraestrutura de apoio e fortalecimento institucional do turismo. A estratégia do Prodetur prevê o incremento da ligação litorânea de Sergipe com Bahia e Alagoas e a otimização dos investimentos oriundos do Plano de Desenvolvimento do Estado.



Com a iniciativa, o Governo do Estado prevê desenvolver o turismo de praias, ecoturismo e o turismo cultural na área da Costa dos Coqueirais e no rio São Francisco, por exemplo. Os investimentos serão alocados no desenvolvimento, recuperação e modernização de circuitos culturais, museus, centros de cultura, locais panorâmicos e mercados de artesanato tradicional, entre outros.




Benefícios


Estão contemplados na proposta, entre outros: sinalização turística de Aracaju, Costa dos Coqueirais e do Velho Chico; capacitação profissional; fomento ao artesanato; modernização de museus; adequação urbanística das praias do litoral Sul de Aracaju; elaboração dos Planos Diretores municipais (Pirambu, Brejo Grande e Santana do São Francisco); construção do Centro de Referência do Cangaço (Poço Redondo).



À solenidade, na sede do Bid, em Brasília, também compareceram o senador Antônio Carlos Valadares, os deputados federais Fabio Reis e Valadares Filho, a prefeita de São Cristóvão, Rivanda Batalha, o secretário estadual de Turismo, Elber Batalha, e seu adjunto, José Roberto Lima, Carlos Sobral, diretor do Prodetur (MTur), e o coordenador geral do Prodetur Sergipe, Joab Almeida Silva, além da procuradora da Fazenda Nacional, Ana Rachel Freitas da Silva, que assinou o contrato pela União, avalista do empréstimo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário