segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

“Jackson vai definir a política de alianças”, diz Sílvio Santos


Por MAX AUGUSTO 

“O governador Jackson Barreto é quem irá definir a política de alianças e os aliados preferenciais, será uma definição dele”. A afirmação é do secretário de estado da Casa Civil e ex-presidente estadual do PT, Sílvio Santos.  Em entrevista ao JORNAL DA CIDADE Sílvio avalia que o bloco governista é forte o suficiente para ganhar a eleição, mas deixa claro: a introdução ou não de novos aliados no bloco será tarefa do novo governador.


“Quanto ao bloco político, eu considero que nós temos partidos e lideranças políticas com representatividade e densidade eleitoral suficientes para continuar, mantermos o projeto. Esse bloco está formado e tem força política para ganhar a eleição, e na minha opinião é suficiente, mas é o governador que vai definir se o bloco será o mesmo, se teremos ampliação ou ainda se teremos mudanças de atuais aliados por outros aliados”, explicou Sílvio.

Mudanças
Questionado sobre possíveis mudanças administrativas na composição do governo do Estado, o secretário da Casa Civil considerou natural que Jackson Barreto, ao assumir definitivamente o governo, tome algumas medidas no sentido de adequar a sua equipe, visando enquadrar as coisas à sua filosofia. “Nós secretários cumprimos nossas tarefas, mas os cargos são todos do governador e ele tem todo o direito de fazer alterações, de querer reoxigenar a equipe, esse é um critério do governador”, falou o petista.

Ele também disse que considera óbvio: como parceiro do governo e do projeto político, o Partido dos Trabalhadores (PT) quer continuar ocupando espaços no governo.  “Queremos apoiar e continuar ajudando a governar, queremos contribuir com o governo de Jackson, esse é um pleito legítimo do PT, mas quem tem a tarefa de definir isso tudo, repito, é o governador”, disse.

O ex-presidente do PT garantiu que o partido está a postos e pronto para apoiar Jackson Barreto em 2014, independentemente de qualquer coisa, e que a agremiação só vai discutir nomes para ocupar espaços no governo após ser chamado para conversar com o governador. “Essa iniciativa é dele, quem tem o poder de determinar a hora e o momento de fazer as alterações e a arrumação que ele pensa, é o governador”, continuou.

Expectativa
Por último, o petista confidenciou ao JORNAL DA CIDADE que a expectativa em torno da gestão de Jackson Barreto no estado é a melhor possível. “Mesmo antes de ser vice-governador, desde 2006, Jackson é um homem completamente integrado a este projeto político, foi assim como deputado federal de 2006 a 2010 e como vice. Ele possui uma trajetória que demonstra muito compromisso com esse projeto que era liderado por Déda”, avaliou Silvio.

“Tenho plena convicção de que Jackson Barreto está a altura para dar continuidade a este projeto, de consolidar as mudanças iniciadas por Marcelo Déda e avançar em novas conquistas par ao povo de Sergipe”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário