quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Jackson recebe garantia dos R$ 33 milhões necessários à conclusão do Hospital do Câncer

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, assegurou ao governador Jackson Barreto os R$ 33 milhões que faltavam para a conclusão do Hospital do Câncer de Aracaju. "A obra agora torna-se uma realidade. Para isto, temos que agradecer ao ministro da Saúde e a presidenta Dilma Rousseff", comemorou o governador, logo após a audiência em Brasília nesta quarta, 11.



Esta última leva de recursos agora liberados, que se somarão aos R$ 47 milhões já disponíveis nos cofres estaduais, são consequência de emenda coletiva da bancada parlamentar sergipana no Congresso Nacional. A verba já disponível provêm do Proinveste (R$ 15 milhões), de recursos do Ministério da Saúde (R$ 14 milhões) e de outra emenda da bancada federal (R$ 18 milhões). No total, serão R$ 80 milhões.



Terraplenagem



O esforço coletivo para viabilizar o hospital passou também por audiência do então governador em exercício Jackson Barreto com a chefe da Casa Civil da Presidência da República, Gleisi Hoffmann, em 2013. À ministra, Jackson Barreto destacou como fundamental a liberação destes recursos. Ainda em dezembro de 2013, anunciou o governador, começarão as obras de terraplenagem.



Na audiência, como enumera a secretária de Saúde do Estado, Joélia Santos, também ficou acertada a liberação de mais R$ 30 milhões de emendas da bancada para insumos médico-hospitalares, como medicamentos, e outros R$ 25 milhões de emendas já cadastradas e analisadas pelo ministério.



Estes últimos recursos destinam-se à rede de emergência, ao parque tecnológico dos hospitais e ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). "O ministro sinalizou em todos estes pontos de forma positiva", resumiu a secretária de Saúde.
Num outro destaque da agenda do governador, três hospitais regionais do Estado terão aporte mensal de mais R$ 5 milhões destinados à manutenção das unidades. São eles os hospitais de Itabaiana, Nossa Senhora da Glória e Nossa Senhora do Socorro.
Durante a audiência, no prédio do Ministério da Saúde, o governador também foi assessorado pelo secretário do Planejamento, José Sobral. O deputado Rogério Carvalho igualmente acompanhou a reunião.



Agência Sergipe de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário