terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Jackson confirma Eliane Aquino na Secretaria de Inclusão Social


Jornal da Cidade/Blog do Max
 
Em entrevista concedida à imprensa, após o anúncio do concurso para a Polícia Militar, o governador Jackson Barreto (PMDB) confirmou o nome de Eliane Aquino (PT) na Secretaria de Inclusão Social e Combate à Pobreza. Questionado por jornalistas, Jackson disse que já conversou com ela, que topou permanecer no cargo. O governador ainda arrancou risos ao afirmar que pretender fazer uma reforma administrativa sem polêmicas, “na valsa”.


 

“Já foi confirmada a presença e permanência de Eliane Aquino, a viúva do governador Marcelo Déda. Vamos ter algumas alterações, que iremos fazer no decorrer de janeiro, levando em conta o compromisso que temos com o povo sergipano

E o compromisso de manter esse projeto cada vez mais avançando”, falou Jackson.

 

Questionado até quando Eliane Aquino permanece no cargo, já que se especula a possibilidade de ela disputar um cargo eletivo no próximo ano, Jackson avaliou que se ela desejar se candidatar, será uma boa candidata, já que hoje a sociedade sergipana lhe tem muito respeito e carinho. “Quanto à definição de candidatura, isso vai depender dela, do seu partido, estamos aqui pra receber essa decisão. Até o momento nunca discutimos ela deixar o cargo, discutimos a sua participação neste governo”, revelou JB.

 

O governador também revelou que durante a reforma administrativa devem deixar o governo aqueles que pretendem se candidatar. Ele também afirmou que não pretende causar nenhum impacto com as modificações no primeiro escalão e que será levado em conta a competência técnica. “Também será levado em conta o compromisso com a nossa base aliada, com nosso companheiros, com os partidos que estão conosco, neste projeto em favor de Sergipe. Queremos apenas algumas mudanças que serão fundamentais”, continuou Jackson.   

 

O governador frisou diversas vezes que não está preocupado com o processo eleitoral de 2014. Para ele a base governista colherá os frutos de acordo com a sua capacidade de administrar, já que segundo ele, o que a população deseja é que não se tire o foco da administração pública. “Acho que à media que se faz um bom trabalho e demonstramos um bom gestor, com a visão de administrar o estado e manutenção dos compromissos sociais, é evidente que a população vai avaliar de forma positiva”, concluiu JB, dizendo ainda que ouvirá todos os partidos da base, tratando-os com a palavra de ordem da luta pela anistia: “De forma ampla, geral e irrestrita”.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário