quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Emmanuel lamenta rejeição da emenda que propõe mais repasse para Saúde‏


Em sessão extraordinária da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) na manhã desta quinta-feira, 19/12, durante votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) do município de Aracaju, para o ano de 2014, o vereador Emmanuel Nascimento (PT) apresentou emenda ao substitutivo municipal de nº 245/2013, propondo a retirada de R$ 25 milhões da Secretária Municipal de Infraestrutura, para direcionar a Secretária Municipal da Saúde (SMS), no entanto, a emenda foi rejeitada.

Durante a discussão da proposição da emenda, Emmanuel afirmou que depois de ouvir a reclamação do povo e dos seus próprios companheiros vereadores, viu que era necessário apresentar a emenda.

 “Aqui durante a discussão da lei orçamentária, o próprio vereador Agamenom Sobral (PP) deu nota zero para saúde e vemos com isso que o problema não é só da Secretária de Saúde, mas também de alocação de recursos. É preciso mais dinheiro nesse setor, para atender a população mais humilde. E venho hoje pedir esse investimento em homenagem ao povo pobre do bairro América, do Bugio e de tantos outros bairros de Aracaju”, ressaltou o parlamentar.


Em aparte o vereador Agamenon Sobral afirmou que o problema da saúde não é de investimentos e sim dos da irresponsabilidade de alguns médicos que não aparecem para trabalhar.

Rebatendo a propositura de Emmanuel, o líder da bancada governista Manuel Marcos (DEM), justifica que o problema da saúde não é falta de investimento, e sim, a concentração de repasses dos recursos feita pelo Governo Federal.

Aberta a votação, a emenda de Emmanuel Nascimento foi rejeitada por 15 votos contrários e cinco favoráveis.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário