sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Oncologia: Huse já realizou quase 26 mil atendimentos este ano



O Centro de Oncologia do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse) é referência no tratamento do câncer, acolhendo pacientes da capital, do interior e de outros estados. De janeiro a outubro de 2013, foram realizados no Centro de Oncologia do Huse 25.976 atendimentos gerais, com 14.764 sessões de radioterapia, 13.961 sessões de quimioterapia e 485 procedimentos cirúrgicos. Os quase 700 pacientes cadastrados são assistidos diariamente por uma equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, farmacêuticos e outros profissionais. 

A professora Maria Eulália de Sousa, 52 anos, é uma dessas pacientes. Ela descobriu um câncer de mama há dois anos, passou por diversas sessões de quimioterapia e radioterapia e uma cirurgia para a retirada do tumor. Há quase sete meses, Maria Eulália retornou ao Huse e foi diagnosticada com câncer de fêmur. Segundo ela, a atenção e o cuidado de toda a equipe são fatores que auxiliam no avanço do tratamento.

“Sou muito bem atendida por toda a equipe. Nunca me faltou nada. Fiz algumas sessões de radioterapia e agora estou novamente em processo de quimioterapia. Em nenhum momento o tratamento precisou ser interrompido e todos os procedimentos acontecem sempre de forma tranquila e segura. Além de toda a tecnologia do lugar, o cuidado humanizado faz a diferença. Só tenho que agradecer”, afirma.

Assistência e avanços

O Governo do Estado vem cumprindo o seu papel no avanço do tratamento dos pacientes oncológicos. Através da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), foi instalado recentemente no Acelerador Linear da Oncologia do Huse o moderno sistema 3D, um software de alta tecnologia que trouxe mais precisão e qualidade no diagnóstico.

“Além disso, a abertura da sala específica para cirurgias oncológicas no Huse vem contribuindo para dar mais celeridade aos trabalhos da equipe médica, o que reforça a importância da unidade como referência no tratamento do câncer em Sergipe”, afirma Adolfo Scherr, coordenador médico do setor.

"O Centro de Oncologia do Huse conta com 54 leitos para internamento (18 destinados a pacientes infantis, 31 adultos e 5 reservados para pacientes pós-cirúrgicos) e realiza atendimentos clínicos e ambulatoriais, assim como tratamentos oncológicos à base de quimioterapia e radioterapia. Por mês, o setor realiza entre 350 e 400 consultas médicas oncológicas, clínica, ambulatorial ou de acompanhamento. Mensalmente são administradas quase 800 quimioterapias adulto e 144 infantis, e uma média de 1400 sessões de radioterapia.

Em quimioterapia, o segurança Alex Sodré, 34 anos, conta que está na fase final do tratamento, descoberto há quase um ano. “No início fiquei com um pouco de receio com o tratamento contra o câncer. Hoje, minha opinião mudou. Sou muito bem atendido pela equipe de profissionais e, durante todo o tratamento, os medicamentos nunca faltaram e sempre eram dados na hora certa. O sentimento agora é de esperança e vitória. Estou me sentindo outro homem e com muita vontade de viver”, comemora.

Expansão

Além do equipamento de radioterapia do Centro de Oncologia do Huse para atender aos pacientes oncológicos, Sergipe vai contar com dois novos aparelhos, totalizando quatro, sendo um para o Cirurgia e outro para o Huse.

"O governador em exercício Jackson Barreto determinou que fosse pactuado um convênio com recursos estaduais em torno de R$ 2 milhões para conclusão das obras onde o equipamento será instalado no Cirurgia. Esse parceria vai ampliar ainda mais a assistência. O Governo do Estado, através de ajustes financeiros, vem priorizando abastecimento e adensamento tecnológico para garantir o tratamento aos pacientes oncológicos”, destaca a secretária de Estado da Saúde, Joélia Silva Santos.

Já o novo acelerador linear do Huse é fruto do programa de Expansão da Radioterapia do Ministério da Saúde. Sergipe será contemplado logo na primeira etapa com um dos 80 equipamentos que estão sendo adquiridos.

Até que esses aparelhos comecem a funcionar, a secretária de Estado da Saúde viabilizou recursos junto ao Ministério da Saúde para ampliar a prestação de serviço no setor de radioterapia. Para isso, buscou mais de R$2 milhões de reais que vão viabilizar a contratação de radioterapia em unidades de Alagoas e Sergipe.

“Buscamos esse recurso junto ao secretário Helvécio Miranda, da área de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde. Dessa forma, poderemos garantir o funcionamento do serviço, através de autorização de hospital particular em outra cidade. Com isso, vamos vencer mais um desafio que é reduzir a fila de espera da radioterapia. A Oncologia tem sido uma das prioridades e o Governo do Estado vem demonstrando o cumprimento na melhoria e ampliação dessa assistência", reforça Joélia Silva Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário