segunda-feira, 4 de novembro de 2013

O PT precisa construir uma aliança que enfrente o avanço da direita em Sergipe, defende Ana Lúcia


Em debate entre os candidatos à Presidência Estadual do Partido dos Trabalhadores, na noite da última sexta-feira (1), a professora Ana Lúcia voltou a criticar as alianças que o PT construiu nos últimos anos com partidos que, segundo ela, estão na contramão dos direitos e anseios da população. “Muito do que o nosso governo não avançou em termos de políticas sociais e reformas estruturais em nosso estado deve-se às alianças pragmáticas que o PT fez com partidos que desejam manter o status quo.”, afirmou a deputada Ana Lúcia.

Única mulher concorrendo à Presidência do partido, Ana Lúcia ressaltou que o PT não deve repetir esse tipo de aliança nas eleições de 2014. “Se o nosso pré-candidato, que é o governador em exercício Jackson Barreto, optar por alianças com o bloco DEM/PSDB ou com o PSC, o PT deve construir uma frente de esquerda que enfrente o avanço da direita em nosso estado, tanto representada numa possível candidatura de João Alves quanto de Eduardo Amorim”, defende.


Durante o debate, último antes das eleições que acontecem no próximo domingo (10), Ana Lúcia frisou ainda que a militância do PT não deve ter como preocupação apenas quem será o próximo presidente do partido nem quantos parlamentares petistas serão eleitos nas próximas eleições. Para ela, “a nossa preocupação, enquanto um partido socialista, deve ser buscar os meios para enfrentar os reais problemas que a população enfrenta, como a violência contra a juventude negra, a homofobia, a violência contra a mulher, as inúmeras tentativas de flexibilização e retirada dos direitos trabalhistas e a desigualdade econômica e social. Sendo governo ou não, estando no parlamento ou não, essas devem ser prioridades do Partido dos Trabalhadores”.


Representando a chapa “Vamos Mudar o Partido para Mudar Sergipe”, o professor Iran Barbosa afirmou que o PT deve fazer uma avaliação crítica do que construiu até então para que não repita equívocos na política estadual. Segundo Iran, “a vitória de João Alves para as eleições do Executivo municipal foi, em certa medida, fruto de equívocos cometidos pelo PT. Por isso, não podemos errar novamente na definição de quem serão os nossos aliados”.


Ao final do debate, Ana Lúcia e Iran Barbosa convocaram os filiados do PT para, no próximo dia 10, apoiarem e votarem em suas candidaturas, que buscam reanimar a militância do partido, reaproximar o PT dos movimentos sociais e sindicais e recolocar o partido no protagonismo das mudanças sociais para o estado.


Ascom Deputada Estadual Ana Lúcia (PT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário