quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Mendonça Prado faz críticas ao adiamento da votação do piso dos agentes comunitários


“Em qualquer pesquisa de opinião, verificamos que o Poder Legislativo está sempre situado numa posição vergonhosa, humilhante, em função da falta de confiança que a população brasileira tem em seus representantes, nesta Casa legislativa, e no Congresso Nacional”, disse o deputado Mendonça Prado (Democratas/SE) durante discurso na tarde de ontem no plenário da Câmara Federal.

Em seu pronunciamento, o parlamentar destacou o descaso com a Segurança Pública e cobrou urgência na votação da PEC 300. “Há pouco tempo, esta Casa votou a PEC 300, em primeiro turno. Depois veio a eleição, e o Poder Legislativo enganou os policiais e bombeiros militares, e os policiais civis de todo o Brasil. O que nós estamos constatando é um Poder Legislativo engavetando as matérias que são de interesse da população”, ressaltou Mendonça.

O democrata sergipano criticou ainda a decisão dos líderes partidários que cancelaram as votações do Plenário esta semana para buscar acordo sobre o Projeto de Lei nº 7495/06, que institui o piso salarial de agentes comunitários de saúde e combate às endemias.

“Hoje nós temos aqui centenas de cidadãos aguardando uma votação, e estamos constatando que ela não será realizada. Há uma estratégia montada para enganar os agentes de saúde. É vergonhoso o que nós estamos presenciando aqui quase que diariamente com as diversas categorias profissionais deste País: policiais, médicos, enfermeiros e agentes de saúde. Aqui apenas as categorias poderosas é que conseguem ver submetidos os projetos do seu interesse”, finalizou Prado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário