quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Max Prejuízo rebate declarações do presidente do diretório municipal do PCdoB


“Fiquei surpreso com a declaração do meu amigo Bittencourt. Além de lamentar, acho que foi um momento infeliz ao fazer essa crítica ao deputado federal Valadares Filho. Além de surpreso, não entendi a crítica, até porque o PCdoB foi parceiro, e foi parceiro da primeira hora do PSB na última eleição municipal. Acredito que além de ser uma declaração infeliz, foi uma crítica isolada”. A fala foi do vereador Max Prejuízo (PSB) durante o Pequeno Expediente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na manhã de hoje, em resposta à crítica feita pelo presidente do diretório municipal do PCdoB ao deputado federal Valadares Filho (PSB).

Em nota enviada à imprensa, o atual presidente do diretório municipal do PCdoB, Antonio Bittencourt, reclamou “uma presença mais constante do deputado federal Valadares Filho na discussão dos temas e problemas da cidade”.

“O deputado federal Valadares Filho não é oportunista. Ele não tem essa característica. Não é por causa de um momento de crise que passa a prefeitura de Aracaju, por conta das chuvas, e que é um problema que não vem de agora, ou seja, um trabalho preventivo deveria ter sido feito há anos, que ele vai misturar às coisas, fazer críticas ao prefeito João Alves porque se aproxima o período eleitoral”, disse Max.

Para Max, a população precisa contribuir ao não despejar lixos e entulhos nas ruas, obstruindo assim o escoamento das águas. Ainda segundo o parlamentar, “não é hora de politizar, mas de construir e contribuir para que soluções apareçam. Cobrar que o Executivo tome uma atitude e não jogar pra galera”, disse Max Prejuízo.

Chuvas
Ainda durante o Pequeno Expediente, Max chamou a atenção para a Invasão Recanto dos Manguezais, localizada no conjunto Augusto Franco. “A comunidade do Recanto dos Manguezais vem sofrendo há 10 anos e esse sofrimento independe de chuva. A chuva apenas piorou a situação desses moradores. Eu não sei como eles estão conseguindo dormir, porque a situação é crítica”, disse Max ao informar que fará uma Moção de Apelo à Secretaria Municipal de Assistência Social para que providencie de imediato o auxílio moradia das pessoas já cadastradas pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA).

“Tenho certeza da sensibilidade da secretária Selma Mesquita para a liberação do auxílio enquanto a moradia digna não chega, pois não há mais como essas pessoas conviverem com essa situação”, disse Max Prejuízo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário