quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Jackson leva auxílio à população do Almirante Tamandaré, prejudicada pelas fortes chuvas

Dona Rosineide dos Santos perdeu tudo em sua casa, os poucos móveis, lençóis e alimentos não resistiram às chuvas que atingiram Aracaju na madrugada do último dia 4. Rosenilde foi uma das beneficiadas, hoje, pelo Governo do Estado, através da Secretaria da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides), que esteve na comunidade do Almirante Tamandaré para realizar a entrega de cestas básicas, colchões, fronhas, lençóis e travesseiros. A ação atendeu a um pedido do governador em exercício, Jackson Barreto, que sensibilizado com a tragédia vivida por aquelas famílias, solicitou, logo após as chuvas, que fosse feito cadastros das pessoas carentes mais afetadas para receberem o auxílio do governo.

“Como o governador Jackson Barreto conhece Aracaju como a palma da sua mão e sabe da situação de cada ponto da cidade, ele se preocupou principalmente com a situação da população do final da canal do Almirante Tamandaré e fizemos o levanto inicial de 69 famílias que estavam à beira do canal e sofreram um estrago maior. O governador  autorizou o auxilio imediato para estas pessoas”, explica Marta Leão, que esteve no local representado o governador em exercício e lembrou que um lote de roupa de doação da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) também já havia sido encaminhado para as famílias atingidas.

“Na segunda feira fizemos uma visita aqui e o cadastro dessas pessoas e viemos hoje trazer gêneros de primeira necessidade. Foi um cadastro de maneira emergencial, é um compromisso do governador Jackson Barreto de atender essas famílias, que moram em barracos, e foram altamente prejudicadas com as chuvas”, ressaltou Marta.

De acordo com Marta, mais ações estão por vir, a presidente do Banese, Vera Lúcia de Oliveira, por exemplo, entrou em contato com a Secretaria de Inclusão, que já possui a relação de doações da campanha feita pelo Banese e que também beneficiará famílias dessa localidade.

Segundo o coordenador da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel Mendes, esta foi uma ajuda humanitária que possibilitará uma sobrevida melhor neste momento inicial enfrentado pelas vítimas das chuvas. “É uma ajuda humanitária para as pessoas mais carente que sofreram com as consequências das chuvas. Esta comunidade, diferencialmente de toda Aracaju, que também sofreu com as fortes chuvas, tem prioridade por concentrar uma população mais carente, com maiores dificuldades de se restabelecer, principalmente nas condições mínimas necessárias, então, essa ajuda vem trazer esse pequeno alento e conforto para eles”, afirmou.

Maria José vive com seu esposo, uma filha e neta. Dos três adultos, apenas o seu marido trabalha fazendo bicos. Para a família que não possui renda fixa seria muito difícil voltar a sua rotina de antes sem o auxilio emergencial prestado pelo governo.  “Desde a enchente estávamos dormindo no chão, mas o governador viu nosso desespero e agora vai ficar tudo melhor. Não sei o que seria de nós sem essa ajuda, estou muito mais tranquila para recomeçar, estou muito agradecida a Jackson Barreto, porque pelo menos a partir de hoje vou dormir mais confortável no meu colchão”, disse a dona de casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário