quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Iran: “Fundações é um dos pontos que nos afasta de Rogério do método Rogério”


Vereador diz que saúde piorou depois das Fundações


O vereador Iran Barbosa, que disputou o comando do diretório Municipal de Aracaju, do Partido dos Trabalhadores (PT), disse que não vê muitas diferenças ideológicas entre os candidatos Márcio Macêdo e Rogério Carvalho, que disputam no segundo turno a presidência do diretório estadual da sigla. Ainda assim, ele afirmou, durante entrevista concedida à Rádio Comércio, que seu grupo está disposto a dialogar com os dois - mas alertou que a criação das Fundações de Saúde é um dos pontos que afasta sua corrente política do deputado federal Rogério Carvalho.




Questionado por alguns ouvintes em relação à criação das fundações, Iran condenou a iniciativa. “Quem acompanhou o debate naquele momento em que as fundações estavam sendo discutidas sabe que a minha posição foi de divergência profunda com a tese das fundações. Eu também analiso que essa é uma forma de privatizar o serviço público, neste caso específico, a Saúde. E a história provou que nós estávamos corretos, porque as fundações foram instituídas e não resolveram os problemas da saúde no estado de Sergipe, pelo contrário, elas pioraram a situação. Esse é um dos pontos que nos afasta do método Rogério de atuar”, adverte Iran.



Na entrevista concedida aos jornalistas Paulo Sousa e Edmilson Brito, Iran Barbosa afirmou que o grupo Articulação de Esquerda está disposto a debater o apoio a um dos candidatos que disputarão o segundo turno, e comemorou o crescimento da Articulação de Esquerda no processo eleitoral.



“Nós vamos discutir para ver que posição a nossa corrente vai tomar em relação à eleição no segundo turno para a eleição no estado e no município de Aracaju. O resultado do PED mostra que estamos no caminho certo porque estamos crescendo. Nós conseguimos ampliar a nossa representação nos diretórios municipais, saímos de nove para 12 representações. Então nós temos que utilizar o espaço desse debate que vai acontecer para afirmarmos a nossa política. Nós sabemos que tem uma diferença profunda do que Márcio e Rogério defendem para o partido, mas nós queremos dialogar”, disse.



Iran observou que o apoio da Articulação de Esquerda a um dos candidatos que estão no segundo turno vai depender de como eles aceitarão as propostas do grupo. “A decisão da Articulação de Esquerda, minha, da companheira Ana Lúcia, do companheiro Dudu e de todos os companheiros que integram a Articulação de Esquerda vai depender exatamente da capacidade de diálogo em torno dos compromissos do programa do nosso partido. Queremos discutir o funcionamento da política interna, discutir política de aliança, discutir projetos de sociedade e projeto eleitoral. Vai depender de tudo isso. Nós não temos ainda uma posição firmada. Vamos ver nas próximas duas semanas se a gente consegue avançar nesse debate”, afirmou. 



Sem diferença

O petista salientou que, do ponto de vista ideológico, não há diferença entre Márcio Macedo e Rogério Carvalho. “Para nós, do ponto de vista ideológico-partidário não há diferença entre os dois, porque eles integram um mesmo núcleo partidário com o qual nós temos divergências. Ambos representam um mesmo tipo de política no partido. Ambos estão anunciando mudanças nessa política e nós queremos saber como é que a gente amarra essas mudanças. Daí a dificuldade de dizer a você quem é quem porque eles representam um mesmo núcleo partidário”, falou o vereador.



Leia também:














 

Nenhum comentário:

Postar um comentário