segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Senado debate propostas de redução da maioridade penal

Uma terceira via – tanto racional quanto ponderada – para enfrentar o problema da delinquência juvenil no país. É nesta perspectiva que o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) enxerga a proposta de emenda à Constituição (PEC 33/2012) do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) que abre a possibilidade de penalização de menores de 18 anos e maiores de 16 anos pela prática de crimes graves. Ferraço é relator da matéria, que tramita com outras cinco propostas similares (PECs 20/1990; 90/2003; 74 e 83/2011; e 21/2013) e será debatida amanhã, às 14h, pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).



Ferraço recomenda, em seu relatório, a aprovação da PEC 33/2012 e a rejeição das demais propostas. Ele considerou salutar a oferta de um caminho intermediário para enfrentamento da criminalidade juvenil, quando as outras PECs pregam a redução drástica da maioridade penal como única saída.


“Emito o presente parecer, aprovando a proposta referida (PEC 33/2012), por considerar que ela dá à sociedade um instrumento inteligente e eficaz para que os operadores do Direito Penal, promotores e juízes, possam fazer a distinção entre os casos de criminosos jovens na vida dos quais o ato criminoso consubstancia um infortúnio relacionado à imaturidade e aqueles em que o crime reflete uma corrupção irreparável”, justificou Ferraço.


Requisitos

Como fez questão de ressaltar, a concessão da redução da maioridade penal defendida por Aloysio Nunes não será automática. Dependerá do cumprimento de alguns requisitos. Além de ser proposta exclusivamente pelo Ministério Público, deverá ser decidida apenas por instância judicial especializada em questões da infância e adolescência.

Agência Senado 



Leia também:

 

Deputados discutem uso dos royalties do petróleo para valorizar professores

 

Prefeitura diz que obras na 13 de juho começam hoje

 

Emmanuel Nascimento: “Existem muitas construções irregulares em Aracaju”

 

Fames convida prefeitos para participarem da próxima Mobilização Permanente

 

Governo parcela dívidas de IPVA, ICMS e isenta motos de até 125cc

 

Ministério Público abre processo seletivo para estagiários de direito

 

Governo de Sergipe pode atrair, pela primeira vez, uma termoelétrica

 

Ipea sugere criação de nova lei de licitações

 

Sergipe registra 392 casos de leptospirose nos últimos 6 anos

 

Lei que facilita extradição de criminosos é sancionada

 

IBGE revela: Aracaju, a cidade com menos favelas no Brasil

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário