quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Vereador defende que região nos limites do Jabutina seja incluída em Plebiscito


Ao tomar conhecimento da decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) pelo reconhecimento da Zona de Expansão como parte do município de São Cristovão, o vereador Max Prejuízo (PSB) defendeu que a população do local precisa ser ouvida, para decidir, através de plebiscito, se a região da Zona de Expansão deve ou não fazer parte do município de Aracaju.
 
Em pronunciamento realizado na manhã desta quarta-feira, durante o Pequeno Expediente na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), o parlamentar disse “respeitar a decisão do TRF5” mas, defende e faz um apelo à Assembleia Legislativa para que, além da região do Mosqueiro, Areia branca, São José, Robalo e Santa Maria, a região localizada nos limites do bairro Jabutiana, em território já pertencente ao município de São Cristovão, que considera como a nova Zona de Expansão “de Aracaju”, também entre no plebiscito.

“São cerca de 120 mil pessoas que moram nessas localidades, que votam, trabalham, estudam, têm toda sua vida social no município de Aracaju sem terem o retorno estrutural necessário. Em relação à região localizada no Jabutiana, falta transporte, iluminação, segurança, infraestrutura, saneamento básico, atendimento médico. É justo que as pessoas escolham a que município deve pertencer”, disse Max Prejuízo ao alertar para as dificuldades que estão sendo enfrentadas pela comunidade do Jabutiana.

A decisão do TRF5 considerou que a permanência da Zona de Expansão sob o município de Aracaju foi “irregular pelo fato de não observar os ditames da Constituição Federal e Estadual”. Max aguarda uma audiência com o governador em exercício, Jackson Barreto (PMDB), já solicitada pelo deputado federal Valadares Filho (PSB) onde, junto com uma comissão formada por moradores da região, apresentará os problemas ao governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário