segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Troca-troca envolve um em cada dez no Congresso

O prazo para se filiar a um partido a tempo de disputar as próximas eleições terminou no sábado (5) e provocou uma debandada no Congresso. Pelo menos 57 deputados e dois senadores trocaram de legenda nas duas últimas semanas. Isso representa 10% dos 594 integrantes das duas Casas. Os números fazem parte de balanço feito pelo Congresso em Foco com base em dados da Câmara e informações prestadas por parlamentares e lideranças partidárias.

O total das mudanças, no entanto, pode ser ainda maior, já que alguns parlamentares só decidiram seu futuro político apenas no último instante. Além disso, vários não oficializaram a troca de sigla no Congresso. Nesses dois casos, enquadram-se os deputados Walter Feldman (SP) e Alfredo Sirkis (RJ), que assinaram a ficha de filiação ao PSB sábado à tarde, ao lado da ex-senadora Marina Silva e do presidente nacional do partido, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Articuladores da Rede Sustentável, partido que teve o registro negado pela Justiça eleitoral, Feldman, Sirkis e Marina optaram por uma “filiação transitória” para poder participar das próximas eleições.

Veja o perde e ganha entre os partidos

Clique aqui e leia mais no site CONGRESSO EM FOCO 




LEIA TAMBÉM:














Nenhum comentário:

Postar um comentário