segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Prefeitura pretende discutir Plano Diretor em 2014


Após a realização de diversas audiências públicas, o projeto de revisão do Plano Diretor de Aracaju chegou a ser aprovado em primeira e segunda votação, na Câmara de Vereadores, mas foi devolvido à Prefeitura no início do ano. Agora, de acordo com a administração municipal, a expectativa é de que as propostas do Plano Diretor voltem a ser discutidas no final deste ano ou início de 2014, após a finalização do Plano de Mobilidade Urbana.


De acordo com a secretaria de comunicação da Prefeitura de Aracaju, com a consciência da importância de uma cidade pautada em normas e diretrizes eficazes, a atual gestão vem realizando uma nova análise do Plano Diretor - instrumento imprescindível para o planejamento e desenvolvimento urbano. A partir dele há a possibilidade de enxergar a realidade tanto física quanto social, possibilitando o crescimento ordenado de um local. A base do Plano Diretor é o Estatuto das Cidades, que assegura um município melhor e mais justo.


No entanto, em vigor desde 2000, com base em análise feita em 1995, o Plano Diretor necessita de embasamento técnico e modificações no intuito de realmente garantir um resultado final satisfatório e benéfico para os moradores de Aracaju no que concerne à infraestrutura local. De acordo com a Prefeitura, não é possível alterar algum trecho do Plano sem organizar o todo ou afetar sua homogeneidade, tendo em vista que a projeção do crescimento da cidade apontada em um Plano Diretor é de 20 anos.


Por isso, a Secretaria de Planejamento Municipal tem atuado na busca por embasamento técnico, ciente da responsabilidade de uma criação deste porte, e isso está diretamente ligado a outros dois planos, de Saneamento ambiental e mobilidade urbana.


Planos

O Plano de Saneamento Ambiental, capitaneado pela Universidade Federal de Sergipe, graças a convênio com a Secretaria de Meio Ambiente, consiste em estudo de esgoto, água, resíduo e drenagem. Já o Plano de Mobilidade Urbana desenvolvido pela empresa Jaime Lerner Arquitetos Associados tem estudado especificamente a Zona de Expansão, questões como o sistema viário e pontos de maior ou menor adensamento.


A partir disso, a Secretaria de Planejamento trabalha de modo integrado, com reuniões a título de atualizar-se a cerca de novos dados, cruzar informações, discutir trechos e soluções para determinadas problemáticas. O conceito desenvolvimento não pode ser dissociável ao conceito planejamento. Isto é, deve-se pensar em todos os aspectos e conseqüências, a exemplo do meio ambiente, verificar e mostrar soluções.


Nenhum comentário:

Postar um comentário