quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Barragem do Poxim atinge sua capacidade máxima



A barragem Jaime Umbelino de Souza, situada no rio Poxim-Açú, em São Cristóvão, região metropolitana de Aracaju, atingiu a capacidade máxima de inundação esta semana. A estrutura construída pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) armazena 32 milhões de metros cúbicos de água, quantidade acumulada em pouco mais de quatro meses.
 
Com as chuvas que incidiram em Sergipe na última semana, o volume foi suficiente para alcançar o vertedouro e confirmar a previsão de garantia de segurança no abastecimento para o verão que se aproxima. Cerca de 800 mil pessoas residentes na Grande Aracaju são beneficiadas com a estrutura inaugurada pelo Governo do Estado.

O processo de enchimento ocorreu dentro da expectativa da Deso, que tinha uma margem de até seis meses. Segundo o engenheiro da empresa, Cássio Dantas, a ocorrência de chuvas acima do esperado ajudou a acelerar a inundação. "No próximo verão a estrutura já começa a manter o equilíbrio da vazão do rio. Esta é a função da barragem: funcionar como um elemento regularizador, acumulando água do rio Poxim nos períodos chuvosos para ser utilizada durante os momentos de estiagem", explica.

O diretor-presidente da Deso, Antônio Sérgio Ferrari Vargas, reforça que o volume acumulado representa segurança hídrica para a população da Grande Aracaju. "Com esta estrutura, passamos a eliminar os riscos de desabastecimento da capital. Isso porque o represamento permite que o manancial se torne uma importante fonte de abastecimento ao longo de todo o ano", defende Ferrari, ao enfatizar que a barragem completamente inundada cumpre o papel de estabilizar a produção de água. Em período de chuva ou de estiagem ela mantém a vazão de 900 litros por segundo.

Conquista
A estrutura física da barragem possui uma extensão de 1.125 metros, com uma área de inundação de 5,2 km². Esta é mais uma realização do Governo do Estado, por meio da Deso, que foi consolidada no dia 14 de maio, quando o governador Marcelo Déda fechou simbolicamente as comportas da barragem Jaime Umbelino de Souza. Na ocasião, Déda destacou a importância da conclusão da obra, revelando que ela exerce uma função extraordinária para a Grande Aracaju no que se reporta ao fornecimento de água tratada.

Para o governador em exercício, Jackson Barreto, a barragem atende a um antigo sonho do povo de Aracaju. "O povo vai sentir a melhoria na sua qualidade de vida com a entrada em funcionamento desta barragem que muitos governadores, que antecederam ao nosso, prometeram. Estes governantes também prometiam que Aracaju não teria problema com abastecimento, mas todos os anos, particularmente a população da periferia e dos bairros mais carentes a realidade era a mesma. A partir destes investimentos isso é passado".

Os resultados das obras da barragem do Poxim serão sentidos no verão que se aproxima e nos próximos 20 anos pelos moradores da Grande Aracaju, principalmente aqueles residentes na Zona Sul e na Zona de Expansão, atendidos diretamente pelo sistema. A água que circula diariamente na bacia do rio Poxim é responsável por cerca de 30% do fornecimento para Aracaju, Nossa Senhora do Socorro e Barra dos Coqueiros. Ela integra outros sistemas de abastecimento como São Francisco, Cabrita e Ibura que trabalham para que a distribuição de água na região metropolitana continue sendo regular e de qualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário