quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Vigilância Sanitária de Aracaju apreende mais de 200 Kg de carnes

A partir de denúncia a Vigilância Sanitária de Aracaju flagrou e apreendeu aproximadamente 200 kg de carne fora de validade, cerca de 100 litros de iogurte fora de refrigeração e 35 polpas de frutas. Os produtos eram comercializados numa feira clandestina localizada na avenida Carlos Firpo próximo ao prédio do INSS. A denúncia foi feita por uma consumidora que comprou a carne e, ao chegar em casa, percebeu que estava estragada.


Para o Gerente de Alimentos e Serviços Veterinários da COVISA, Juliano Santos, a venda desses produtos, nas condições em que estavam, representa um risco à saúde pública. “Além de estarem fora da validade, as carnes apreendidas já estavam deterioradas, com alteração de cor e odor e podiam causar problemas  à saúde ao consumidor”, explica.

O coordenador da Vigilância Sanitária, Ávio Britto, conta que os agentes sanitários foram ao local na noite de ontenm, onde foi comprovado eram vendidos produtos sem liberação da vigilância, sem a refrigeração adequada, produtos vencidos e não aptos para consumo humano.

“A próxima medida a ser tomada é a analise da numeração dos lotes. Verificamos que existe nos produtos etiquetas onde podemos saber com a indústria qual foi a empresa que repassou os produtos para a venda clandestina. As medidas serão tomadas para que a população não venha sofrer danos à saúde com a utilização desses produtos” explica o coordenador.

Segundo Maria do Nazareth, gerente de Alimentos da COVISA, os consumidores devem ficar atentos à qualidade dos alimentos que adquirem. “Quando formos comprar qualquer alimento, devemos verificar se estão dentro da validade e acondicionados da maneira correta” ressalta.
Os produtos  serão encaminhados para o Zoológico da capital localizado no Parque da Cidade, pois podem ser utilizados pelos animais. É importante salientar que a ação da Vigilância só obteve êxito graças a parceria que temos com a Guarda Municipal.

Denúncia                   

Caso deseje fazer uma denúncia o cidadão deverá entrar em contato com a vigilância sanitária pelos telefones (79) 3179-9766 / 9760.

Nenhum comentário:

Postar um comentário