quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Valadares Filho apoia medida que limita mandato e reeleição de dirigentes esportivos


Com o apoio de atletas famosos, como o ex-jogador da Seleção Raí e o ex-nadador Alexandre Borges, os deputados aprovaram ontem medida provisória que limita em no máximo quatro anos o mandato de dirigentes de entidades esportivas, permitindo uma única reeleição. A regra também proíbe eleição de cônjuges e parentes até segundo grau.
 
O presidente da Comissão de Turismo e Desporto, Valadares Filho (PSB-SE) destacou que a medida é positiva, pois “prevê maior rigidez e transparência na gestão das entidades esportivas”.

A proposta recebeu emenda do deputado Jerônimo Goergen (PP-RS) que determina que somente poderão receber recursos públicos da administração federal direta e indireta entidades que cumprirem  determinadas regras de transparência como o limite de reeleição.

Valadares Filho destacou que a Comissão de Turismo e Desporto (CTD) tem trabalhado para promover a gestão democrática e transparente na aplicação de recursos públicos em projetos de incentivo à prática esportiva. “Na CTD, estamos atentos para encontrar mecanismos que venham contribuir para que as entidades esportivas tenham gestão transparente e democrática”, disse o presidente da Comissão.

A MP segue para apreciação dos senadores e, se aprovada, as entidades esportivas terão prazo seis meses, a partir da sanção presidencial, para cumprir as novas normas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário