quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Secretários não recebem os deputados, reclama Adelson Barreto

Um discurso que surpreendeu a quem estava no Plenário e nas galerias. Foi assim o desabafo feito pelo deputado estadual Adelson Barreto, visivelmente irritado com o tratamento que vem recebendo dos secretários do governador licenciado Marcelo Déda e do interino Jackson Barreto. Sempre polido, o parlamentar fez um breve discurso num tom duro e ameaçador.

Adelson Barreto disse nesta quinta-feira que os deputados que integram a base do governo têm feito constantes reclamações do tratamento que recebem por parte dos secretários. As queixas eram sempre feitas nos bastidores. Adelson decidiu levar o tema para a tribuna. “Sempre reclamei e percebi que outros colegas sofriam da mesma falta de respeito por parte dos auxiliares”.


O deputado disse que imaginou, com a reunião promovida por Jackson Barreto para tratar do assunto, que o quadro fosse mudar e que os secretários passariam a dar atenção aos deputados do governo. Mas disse que o problema persiste. “Tenho lealdade e tenho compromisso, mas estou no meu limite. Os secretários não têm o menor respeito aos deputados e sobretudo a mim”, lamentou.


Segundo Adelson, uma das reivindicações não atendidas se refere a um pedido seu para recapear a estrada de acesso ao parque aquático de Timbó, em Salgado. O deputado disse que há dois meses tratou do assunto porque o parque é um ponto turístico e recebe vários visitantes. “O acesso é feito com dificuldade. Liguei para o DER várias vezes, fiz várias indicações, requerimentos, parece que ficam desdenhando desse deputado”, comentou.


“Paciência tem limite. Eu vou aqui nesta tribuna denunciar a falta de respeito por mim. Não peço nada de cunho pessoal, peço pela melhoria do Estado, como um tratamento digno aos turistas. Demoram até três meses para atender e por isso mostro minha insatisfação pela falta de respeito da maioria dos secretários que integram esse governo”, disse Adelson.


Num discurso que mostrou insatisfação, o deputado disse não existe consideração com ele e nem com outros governistas. “Telefono para pedir audiência, mas estão sempre ocupados, não ocorre a audiência. A reunião (com Jackson) não serviu para melhorar a relação. Serviu para piorar. Meu registro é de protesto e indignação. Faço parte de uma bancada e não têm o menor respeito, não sou atendido”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário