sexta-feira, 13 de setembro de 2013

PSTU diz que medida do Prefeito é ataque ao povo sergipano


O prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), anunciou a abertura de edital de licitação para operacionalização da folha de pagamento dos servidores municipais, hoje realizada pelo Banco do Estado de Sergipe (Banese). Para Vera Lúcia, presidente estadual do PSTU, “a medida do prefeito João Alves é um ataque ao Banese e ao povo sergipano”.
 
Vera Lúcia afirma que “João Alves Filho joga no time daqueles que defendem a privatização das empresas públicas. Não podemos aceitar esse ataque a um dos poucos bancos públicos que resistiram ao processo de privatização realizada pelos tucanos e seus aliados”. A presidente estadual do PSTU avalia que a medida do prefeito da capital sergipana vai na contramão do fortalecimento do banco sergipano.

“João Alves, enquanto prefeito da capital, deveria buscar fortalecer o Banese enquanto instituição pública e estatal. Mas prefere fazer o inverso, abrindo caminho para a sua privatização. Infelizmente, o governo do PT nos últimos anos também vem contribuindo para a privatização do Banese, como fazem na Petrobrás, com o avanço da terceirização dos serviços”, falou Vera.

“Defendemos que a folha de pagamento dos servidores municipais de Aracaju continue sendo operacionalizada pelo Banese. Mais que isso, exigimos que o governador Marcelo Déda (PT) adote medidas concretas para o fortalecimento do Banese enquanto uma instituição pública e 100% estatal, acabando com a terceirização que hoje vem avançando no interior da instituição, reduzindo o número de trabalhadores efetivos e gerando empregos precarizados”, concluiu Vera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário