sexta-feira, 6 de setembro de 2013

CODEVASF: Com Canal de Xingó, Codevasf abastecerá projetos de irrigação no Alto Sertão

Segue dentro do cronograma o processo licitatório para elaboração do anteprojeto da primeira etapa do Canal de Xingó. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) deverá realizar a abertura das propostas no dia 1º de outubro, conforme previsto em edital. A primeira fase da implantação do canal deve receber investimentos superiores a R$ 2 bilhões, beneficiando cerca de 70 mil pessoas nos estados de Sergipe e Bahia e contemplando sete municípios da região.

O anteprojeto deverá ser elaborado em até 300 dias após a assinatura do contrato. Após a sua conclusão, a Codevasf iniciará a licitação para a realização das obras, por meio de RDC, o Regime Diferenciado de Contratações. O RDC vai garantir maior celeridade à construção do Canal de Xingó, uma vez que possibilita a contratação simultânea do projeto executivo e da execução das obras, acelerando em mais de um ano a sua conclusão. O canal, com 305 quilômetros de extensão, terá importância estratégica para o Alto Sertão de Sergipe.

O projeto vai proporcionar usos múltiplos da água na região. O superintendente regional da Codevasf, Paulo Viana, ressalta que, no caso específico da agricultura irrigada, será dada ênfase à produção de forragem para suporte à pecuária de médio e grande porte. “O Canal de Xingó resolverá o principal problema vivenciado pela região, que é a falta de água e forragem. Ele beneficiará especialmente a pecuária leiteira, que é uma vocação natural das pequenas propriedades da região, levando inclusive Sergipe a ser o 5º maior produtor regional, suplantando desde 2009 o estado de Alagoas”, declarou.

A primeira etapa do Canal de Xingó se estende por 130 quilômetros, abrangendo os municípios de Paulo Afonso e Santa Brígida, na Bahia, e Canindé do São Francisco e Poço Redondo, em Sergipe. Quando concluído, o canal, que terá vazão de 36 m³ por segundo, irá abastecer projetos de irrigação como o Jacaré-Curituba, sob a administração da Codevasf, e o Califórnia, administrado pelo Governo do Estado por meio da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro).

No perímetro irrigado Jacaré-Curituba, já foram investidos mais de R$ 230 milhões desde o início de sua implantação, em 2007. O projeto foi contemplado com investimentos de R$ 7,6 milhões pelo programa Mais Irrigação, do Governo Federal, aplicados pela Codevasf. O projeto abriga cerca de 700 famílias assentadas de reforma agrária, que utilizam o sistema de agricultura irrigada para o plantio de quiabo, milho, feijão, raízes e hortaliças.

O Canal de Xingó também irá abastecer o projeto de irrigação Manoel Dionísio, em Canindé do São Francisco. Ainda em fase de implantação, o Manoel Dionísio receberá investimentos da ordem de R$ 80 milhões do Ministério da Integração. Os recursos serão repassados pela Secretaria Nacional de Irrigação à Secretaria de Estado da Infraestrutura de Sergipe, que será responsável por sua implantação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário