terça-feira, 24 de setembro de 2013

Arrecadação oxigena os cofres do Estado em mais de R$ 3 bilhões


Dados do Sindicato dos Auditores Tributários do Estado de Sergipe (Sindat), mostram que nos meses de janeiro a agosto deste ano Sergipe arrecadou mais de R$ 3 bilhões com suas duas principais fontes de receita: o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Fundo de Participação dos Estados (FPE). O resultado mostra uma alta real na arrecadação superior a R$ 244 milhões, em relação ao igual período de 2012.


Nos dados comparativos, do início do ano até o mês de agosto, a receita do ICMS chegou a R$ 1,6 bilhão, enquanto em relação ao mesmo período do ano passado, o resultado da arrecadação foi de R$ 1,4 bilhão - o que representa um crescimento de 9,74%.



Já em relação ao Fundo de Participação Estadual (FPE), segundo os dados do Sindat, foi transferido para os cofres do governo estadual, também nos primeiros oito meses deste ano, o montante de R$ 1,5 bilhão, valores que asseguram ao Estado um incremento na arrecadação de mais de R$ 98 milhões.



De acordo com o sindicato, com a soma dessas receitas, fica evidente que o Estado dispõe de recursos suficientes para aplicar em políticas públicas como saúde, segurança, educação, assim como na valorização do servidor público. É o que ressalta o dirigente do Sindicato dos Auditores Tributários do Estado de Sergipe Antonio Carlos Mangueira ao enfatizar que entre outros motivos para o bom desempenho na arrecadação nestes oito primeiros meses do ano estão está o trabalho dos auditores fiscais.



Leia também:











 

Nenhum comentário:

Postar um comentário