segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Aracaju ocupa 6º lugar no ranking nacional de matrículas do Pronatec

A qualificação profissional vem crescendo vertiginosamente na capital sergipana. Uma recente pesquisa divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), com dados referentes até o mês de agosto, mostra que Aracaju ocupa o 6º lugar no ranking nacional de cidades com maior número de matrículas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), registrando a oferta de 6.318 vagas até agosto.
 
No Nordeste, as capitais com maiores ofertas de matrículas foram Salvador (11.813 vagas), Maceió (10.542 vagas) e São Luís (8.396 vagas), que estão ordenadas, respectivamente, com a 1ª, 3ª e 4ª posição no ranking do país. Já Aracaju aparece em 4º lugar de oferta de matrícula dentre as cidades nordestinas, além de superar o número de ofertas de grandes metrópoles brasileiras como São Paulo (5.884 vagas), Rio de Janeiro (1.541 vagas) e Belo Horizonte (3.087 vagas).  

O excelente resultado foi comemorado por Gláucia Guerra, presidente da Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), órgão vinculado à Secretaria da Família e Assistência Social (Semfas), que vislumbra melhores perspectivas para o município até o final do ano, ainda mais com o incremento de novas pactuações de cursos para o Pronatec, confirmando que 7.337 vagas já estão confirmadas para Aracaju até dezembro desse ano.

"O trabalho agora é demandar das entidades parceiras como o Senac, Senai e Senat, a oferta de todas essas vagas para que nossos cidadãos possam se qualificar ou aperfeiçoar o ofício que já conquistou, afinal cada pessoa tem direito a fazer até três cursos pelo Pronatec. Estamos empreendendo o máximo de esforços para ampliar o número de vagas a serem ofertadas e trazer novos cursos que sirvam às necessidades da população e preencham as lacunas de ocupações existentes em empresas e indústrias", afirma.

Outro ponto positivo destacado pro Gláucia foi o aumento no número de matrículas na capital em 2013 que superou toda a estimativa registrada pelo estado de Sergipe em 2012, com um total de 6.115 vagas. E esse número, se comparado com o registrado em Aracaju, fica muito mais discrepante, já que somente 2.158 mil vagas foram disponibilizados para o município no ano passado.

"Uma das principais preocupações do prefeito João Alves Filho é trazer uma nova perspectiva de vida para o cidadão aracajuano que não tem condições de arcar com sua capacitação e deseja conquistar uma vaga no mercado de trabalho. A superação de todas as expectativas mostra o quanto estamos no caminho certo para atingir metas extraordinárias no ramo da qualificação profissional. Mas o êxito só tem sido possível, graças a um verdadeiro trabalho de equipe", afirma a presidente.

Dados nacionais
Durante os dois anos de existência do programa, criado em 2011, já foram matriculadas aproximadamente 620 mil pessoas. Em todo país, dos 3,5 mil municípios que fizeram adesão ao Pronatec Brasil Sem Miséria (BSM), 1.872 ofertaram vagas em cursos do programa federal voltado para a inserção do cidadão de baixa renda no mercado de trabalho.

Somente em 2013, o Pronatec alcançou mais de 350 mil pessoas inscritas em cursos de qualificação, sendo que em 2012 só foram atingidas 269 mil matrículas. Segundo o MDS, o resultado obtido representa mais de 60% da meta estabelecida pelo Plano BSM, no que se refere à qualificação de um milhão de brasileiros para o mercado de trabalho.

Atualmente, o programa oferece 553 cursos de formação inicial e continuada, contemplando diferentes áreas de formação e com uma carga horária mínima de 160 horas. O curso mais procurado em todo o país é o de auxiliar administrativo, com quase 75 mil matrículas nacionais, o que representa 12,1% do total de inscrições. Entre os alunos inscritos, a maioria é composta por jovens - na faixa dos 15 aos 29 anos-, representando 55,4% do total de alunos. Além disso, as mulheres são as que mais procuram os cursos do Pronatec, compreendendo um índice de 66,2% do número geral de participantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário