terça-feira, 20 de agosto de 2013

Vereador critica paralisação nacional dos médicos

Na manhã de ontem o vereador Max Prejuízo (PSB) solicitou aos parlamentares sergipanos na Câmara Federal e no Senado que votem a favor da manutenção dos vetos da presidente Dilma à Lei nº 12.842, conhecida como Ato Médico, que regulamenta a atividade médica no país. Em discurso na Câmara de Aracaju, Max ainda criticou a paralisação nacional dos médicos, que aconteceu na manhã de ontem, como forma de protesto aos vetos da presidente Dilma Roussef (PT) ao projeto de lei.
 
O vereador reclamou que apenas o serviço público foi penalizado, uma vez que os médicos das clínicas particulares continuam trabalhando normalmente. Ele visitou várias, na manhã de ontem, e o atendimento estava normal. "O que a classe médica está querendo, através dos sindicatos, é generalizar o caos na saúde. Se a mobilização é geral, porque a paralisação acontece apenas no serviço público? É muito fácil se fazer paralisação dessa forma”, criticou.


Ele também lembrou que na última segunda-feira o presidente do sindicato dos médicos fez uma crítica ao programa Mais Médicos, mas, segundo o vereador, não apresentou solução para as cidades do interior que não têm médico para atender a população. Por isso, para Max, é um erro não manter os vetos do Ato Médico, pois do contrário "apenas os médicos terão o poder de diagnosticar e prescrever medicamentos, tornando o acesso da população à saúde ainda mais congestionado. O principal prejudicado será o povo brasileiro. Eu espero que a bancada sergipana vote favorável à manutenção dos vetos, para o bem da saúde do povo brasileiro", concluiu o vereador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário