quinta-feira, 15 de agosto de 2013

SERGIPE 247: PROIBIDA PELA JUSTIÇA, COMO OCORREU A CONTRATAÇÃO DE JAIME LERNER POR JOÃO?

Um dia depois da equipe do escritório de arquitetura do ex-governador do Paraná, Jaime Lerner, reunir-se com o prefeito João Alves Filho (DEM) para mostrar os primeiros projetos da reformulação da Zona de Expansão (Bairro Modelo) e de reforma do Parque da Sementeira, o Ministério Público daquele Estado divulgou que a Justiça condenou Lerner a devolver R$ 4,3 milhões aos cofres públicos, por prática de improbidade administrativa e também proibiu o ex-governador de fazer contratos com o poder público. Os direitos políticos dele também foram suspensos. A sentença é datada de abril passado, mas foi divulgada apenas nesta quinta-feira (15) pelo MP. Com a prefeitura de Aracaju, Lerner assinou contrato em maio. Como se deu isso, se havia essa proibição judicial? E agora, como ficam as obras que ele está projetando para a capital? 



A ação civil movida pela Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público do Ministério Público refere-se ao pagamento de indenização autorizado por Lerner em 26 de dezembro de 2002 – cinco dias antes do fim de seu mandato de oito anos.

Clique aqui e leia mais no site SERGIPE 247





Nenhum comentário:

Postar um comentário