sábado, 24 de agosto de 2013

O Governo Federal precisa lembrar mais de Sergipe, afirmou Amorim em reunião na UFS

O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) participou de reunião na Universidade Federal de Sergipe - UFS, promovida pelo reitor da instituição, Angelo Antoniolli, na manhã de ontem, junto aos parlamentares Valadares Filho, Rogério Carvalho, Marcio Macedo, pró-reitores e diretores dos polos. O encontro teve como objetivo explanar as benfeitorias já alcançadas com base às emendas destinadas pelos parlamentares, além de agradecer por tal feito e solicitar mais recursos para assim dar continuidade aos projetos.

"Essa já deve ser a quarta vez que venho à instituição só esse ano, porque acredito que o diálogo constroi em todas as circunstâncias. Já levamos esse ângulo de anseios e necessidades lá para o Ministério da Educação em Brasília, porque acredito que o Governo Federal precisa lembrar mais de Sergipe através da nossa Universidade, afirmou o senador em discurso e ainda acrescentou.

“É preciso continuar o projeto de expansão no sertão, na região sul do nosso estado, a exemplo das cidades de Estância, Nossa Senhora da Glória, do Baixo São Francisco. Não tenho dúvidas que no dia em que tivermos essa expansão por completo, com certeza ajudará muito para o desenvolvimento do nosso estado”.

Na ocasião, Antoniolli ofereceu um café da manhã aos presentes e explanou em uma pequena palestra sobre a evolução que a instituição já objetivou até os dias atuais, com maquetes das obras encaminhadas e as que também já estão projetadas. “Encontramos uma forma de agradecer pelo empenho de vocês e a disposição em sempre atender a nossa Instituição. Lembrando que essa é a única universidade pública do nosso Estado. O que conseguirmos fazer por ela, estará fazendo por essa gente. Ou a gente firma um compromisso com a sociedade sergipana ou então vamos nos recalcar”, enfatizou Antoniolli.

O senador lembrou que foi escolhido para fazer parte da Comissão de Orçamentos e acredita ser uma boa oportunidade para buscar ainda mais benefícios para a Educação. “Tive o privilégio de ser escolhido pelo meu bloco para cuidar do orçamento desse ano. Está mais do que na hora de puxar essa grande oportunidade para nós”, salientou.


Ainda em sua fala, o parlamentar também sugeriu que a prestação de contas se transformasse em discurso para ir ao plenário. “Tudo isso deve ser documentado. Isso se deve por estarmos discutindo Sergipe para que nossos estudantes sejam futuros professores capacitados e se mantenham aqui educando os demais e assim, sucessivamente. Defendo a ideia que devemos ser parceiros e esquecer bandeiras partidárias quando o objetivo é um só – fazer um Sergipe melhor”.



Leia também:










 

Nenhum comentário:

Postar um comentário