domingo, 18 de agosto de 2013

Jackson assina ordem de serviço para reforma do Murilo Braga, em Itabaiana



Investimentos em infraestrutura podem impactar positivamente no desempenho dos alunos.  A fim de aumentar o rendimento escolar e ampliar a oferta de cursos profissionalizantes no estado, o Governo de Sergipe reformará a escola estadual Murilo Braga, tradicional instituição de ensino de Itabaiana. A solenidade de assinatura da ordem de serviço foi coordenada pelo governador em exercício, Jackson Barreto, na tarde desta sexta-feira, 16. O investimento de R$ 5.097.526,69 possibilitará a oferta dos cursos profissionalizantes em Redes de Computadores e técnico em Móveis, além da recuperação do ginásio de esporte e da quadra coberta da escola.

Os 180 alunos dos cursos profissionalizantes que serão implantados em Itabaiana terão laboratórios de redes, informática com programas específicos, ensaios mecânicos e processos de fabricação moveleira, além de uma biblioteca com acervo específico e atualizado. 

“Esta escola é referência no ensino público de Itabaiana e sua última reforma foi há 38 anos. É uma alegria estar aqui para assinar a ordem de serviço para reforma e ampliação do Murilo Braga, no valor que ultrapassa R$ 5 milhões. A obra do Murilo Braga é um sonho da comunidade itabaianense, dos alunos e professores dessa escola. A gestão Marcelo Déda está trabalhando em todas as áreas com o compromisso de tornar melhor a vida da população sergipana. Nossas responsabilidades política, econômica e social estão presentes nas obras de educação, saúde, infraestrutura rodoviária”, afirma Jackson Barreto. 

O secretário de Estado da Educação, Belivaldo Chagas, informou que o Murilo Braga soma-se aos investimentos do Governo na área de educação profissionalizante. Entre os anos de 2007 e 2012, as matrículas nos cursos profissionalizantes cresceram 660%, saltando de 300 para 2000.

“Marcelo Déda e Jackson Barreto assumiram um compromisso e estão cumprindo. Esta é uma escola histórica, fundada em 1949. A reforma é uma cobrança antiga da população. Aqui temos recursos dos governos Federal, Estado e do Proinveste”, disse, acrescentando que a obra não atrapalhará o ano letivo. “Temos espaço para fazer a reforma com os alunos na escola. Não será preciso deslocar alunos e professores. A obra será feita por blocos e corpo docente e os estudantes serão deslocados dentro do próprio prédio”, explicou Chagas.

Éder de Jesus Andrade é o diretor da instituição de ensino e acredita que os cursos profissionalizantes que serão implantados contribuirão para o crescimento das empresas locais de móveis, que passará a contar com mão de obra especializada.

“Os cursos profissionalizantes trarão qualidade para a mão de obra da cidade. Nossos alunos sairão daqui com o ensino médio e com uma profissão, aptos para o mercado de trabalho. A movelaria é um setor que cresceu muito em Itabaiana e o curso profissionalizante atenderá essa demanda. O Murilo Braga é um patrimônio de Itabaiana. Essa reforma é fundamental para aumentar a autoestima de nossos professores e a comunidade estudantil. Todo o Agreste sergipano ganhará com a reforma do Murilo Braga”, disse Éder. 


Serviços
A reforma incluirá também os serviços de revisão da cobertura em todo prédio, instalações de pontos elétricos e das instalações de pontos hidrossanitários; instalação de equipamentos de combate a incêndio; execução de forro de PVC, implantação de piso de alta resistência; colocação de grade de ferro; execução do polimento e enceramento do piso alta resistência existente e/ou novo; execução de piso e revestimento cerâmico; pavimentação da área interna e área externa; execução de urbanização; colocação do quadro escolar; execução da reforma do ginásio; execução de toda drenagem da escola; pintura em geral.
As irmãs Eline e Débora cursam o 2°ano do ensino médio e estão animadas com a chegada da escola profissionalizante. “A reforma vai atrair alunos de vários municípios próximos. O Murilo Braga vai crescer”, diz Eline.

“Vamos nos sentir mais valorizados porque teremos uma estrutura técnica e física melhor com os cursos profissionalizantes”, aposta Débora.

“Já estou me preparando para o vestibular, mas vou fazer o curso profissionalizante para chegar mais preparada no mercado de trabalho. É uma alegria acompanhar a reforma do Murilo, que é uma escola tradicional e importante para Itabaiana”, disse a estudante Renata Menezes da Costa.

Investimentos

Aportes financeiros em reformas e ampliação de escolas demonstram o empenho do Governo do Estado em oferecer uma educação de qualidade aos sergipanos. Os investimentos com recursos do tesouro estadual já atingiram mais de R$ 90 milhões. Somados aos recursos do Governo Federal e às verbas do Proinveste na área, esse montante alcança o valor de R$ 190 milhões. A gestão estadual já reformou 85 unidades escolares. Outras 40 estão em obras e 30 estão em processo de licitação para serem reformadas.

Somente no desenvolvimento do ensino profissionalizante, a gestão Marcelo Déda investiu R$ 7 milhões com a inauguração dos centros profissionalizantes José Figueiredo e Agonalto Pacheco. No âmbito do Programa Sergipe Cidades, o Governo do Estado empreende a construção de Centros Profissionalizantes em Carmópolis (petróleo e gás), Poço Redondo (sede própria do Centro Dom José Brandão de Castro) e Boquim (Fruticultura). Com recursos do Sergipe Cidades, investe-se R$ 12,7 milhões.

Atualmente, Sergipe dispõe de seis unidades profissionalizantes. São elas: Conservatório de Música- com o Curso Técnico em Instrumento Musical e Curso Técnico em Canto; Centro Dom Brandão de Castro, que oferta Curso Técnico em Agropecuária e Curso Técnico em Agroindústria; Centro Agnoalto Pacheco, com o curso em  Agroindústria e Curso Técnico em Alimentos; José Figueiredo Barreto, com os cursos em Serviço de Condomínio, em Restaurante e Bar e Curso Técnico em Redes de Computadores; Escola Agrícola de Ladeirinhas, que oferta o curso em Agropecuária e o colégio Atheneu Sergipense, com o curso Técnico em Informática.

Outras três escolas profissionalizantes estão em construção nos municípios de Boquim, Carmópolis e Poço Redondo. Já os Centros de Umbaúba, Nossa Senhora de Socorro, Simão Dias, Nossa Senhora das Dores e Carira possuem dos recursos assegurados junto ao Governo Federal na ordem de R$ 34 milhões.


Nenhum comentário:

Postar um comentário