terça-feira, 13 de agosto de 2013

Agamenon volta a criticar falta de compromisso de alguns médicos e professores


Na tarde de ontem o vereador Agamenon Sobral (PP) voltou a criticar a falta de compromisso de alguns professores e médicos que não cumprem seus horários de trabalho nas escolas públicas e nos postos de saúde. De acordo com o parlamentar, o descaso afeta diretamente a população de baixa renda que depende dos serviços públicos.
  
Agamenon deu como exemplo a situação que ocorre no posto de saúde Joaldo Barbosa, localizado no bairro América, zona norte da capital. “Nessa unidade há médicos que foram contratados para cumprir uma carga horária de 40 horas semanal. No contrato consta que o profissional deve realizar 12 atendimentos no período da manhã e mais 12 no período da tarde durante cinco dias na semana. Mas não é o que acontece. Tem profissional que só aparece na unidade de saúde uma única vez”, denuncia o parlamentar.

Para o vereador, esse não é um caso isolado. “É um problema que ocorre em vários postos de saúde. Isso significa afirmar que o profissional recebe sem trabalhar a contanto, sem cumprir o que está no contrato. E, mais que isso, trata-se de um profissional que prejudica diretamente a população que fica sem assistência”, reforça ele.

Agamenon lembra ainda que o descaso não é diferente nas salas de aula. “Alguns professores não têm compromisso. Resultado, crianças e jovens ficam sem aula simplesmente porque o professor falta sem justificativa alguma. Esse desmando precisa acabar. Hoje saúde e educação são casos de polícia em nosso Estado”, garante o parlamentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário