quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Adriano: “SMTT tem que tomar providências no combate aos clandestinos”



O vereador de Aracaju, Adriano Taxista (PSDB), ocupou a tribuna da Câmara Municipal para denunciar que a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) continua sem promover o combate ostensivo aos veículos particulares que prestam o serviço irregular de táxi clandestino. O tucano disse que tem cobrado empenho da SMTT, mas que os profissionais esbarram na falta de estrutura para atuarem.


Adriano voltou a defender como alternativa a implantação do serviço táxi-especial (lotação) para a Zona Sul e Zona de Expansão da capital. “Eu fui eleito para representar bem o povo de Aracaju e lutar em defesa dos interesses da minha categoria. Defendo tudo que é legal. Por isso eu sou contrário os clandestinos. Fui para as ruas para pedir votos para mim e para o prefeito João Alves (DEM), faço parte deste projeto e desta administração, mas eu vou cobrar”.


“Eu fico triste quando vou ao centro em deparo com carros particulares, sem autorização e alvará do município, fazendo o transporte clandestino. São veículos sem condições de uso! E a SMTT fecha os olhos para isso, como se fosse normal! Todo mundo é pai de família, todo mundo é trabalhador. Agora a Câmara Municipal de Aracaju não pode e não tem o direito de incentivar a ilegalidade”, argumentou o vereador do PSDB.


Adriano disse ainda que não foi eleito para enganar o povo e diz não entender o porquê de se não se adotar o serviço de táxi-especial para a Zona Sul. “Que a SMTT faça um estudo de viabilidade. Vários taxistas têm interesse no serviço. cerca de 700 taxistas já demonstraram interesse em prestar o serviço de táxi-especial (lotação) para a Zona Sul, da mesma forma que existe para a Zona Norte. O que é inaceitável é ver um pai de família pegar seu carro e começar a transportar passageiros com carros particulares”.


“Agora é vergonhosa a atuação dos carros com placa cinza na Grande Aracaju. O Superintendente da SMTT tem que tomar providências. Quero parabenizar o Coronel Péricles e a tenente Silvania que fazem um bom trabalho, mas sofrem com a falta de estrutura e de apoio no combate aos clandestinos. Eu não vou me calar, por exemplo, diante de uma situação onde no centro da capital tem instalado um estacionamento para veículos clandestinos. Isso eu não aceito”, concluiu Adriano Taxista.

Leia também:










Nenhum comentário:

Postar um comentário