segunda-feira, 29 de julho de 2013

Transposição do rio São Francisco continua em andamento

O Ministério da Integração Nacional concluiu a última licitação das obras complementares (Meta 3L) do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco - popularmente chamada de "transposição do São Francisco". A conclusão do processo licitatório foi publicada, nesta segunda-feira (29/7), no Diário Oficial da União (DOU). Com isso, as atividades do empreendimento que passam por Sertânia, no Pernambuco, e em Monteiro, na Paraíba, serão intensificadas. O contrato com as empresas vencedoras deverá ser assinado nos próximos dias.


A proposta do Consórcio Bacia do São Francisco, no valor de R$ 705,2 milhões, foi a ganhadora do processo licitatório. O consórcio é formado pelas empresas SA Paulista e FBS Construtora. Em maio, o Ministério da Integração Nacional concluiu as outras duas licitações do Eixo Leste (Metas 1L e 2L). A última licitação do empreendimento, a 3N do Eixo Norte, está prevista para ser finalizada até o fim desta semana. Nos últimos meses, o Ministério da Integração emitiu sete ordens de serviço para o Projeto São Francisco e reforçou todas as frentes de trabalho. São mais de 5.800 empregados no Projeto.

 
Para acelerar o ritmo da obra e aperfeiçoar o gerenciamento do Projeto, o Ministério implantou, em 2011, um novo planejamento, estabelecendo nova forma de licitação e contratação. Além do aumento do número de trabalhadores, a Pasta também prevê, neste ano, um investimento superior a R$ 1 bilhão na obra.


As obras da Integração do Rio São Francisco possuem quase dois mil equipamentos em operação ao longo dos 17 municípios por onde passa. Em alguns pontos, como entre Salgueiro (PE) e Cabrobó (PE), em Jati (CE), e em São José de Piranhas (PB), as equipes trabalham 24 horas por dia. O Projeto São Francisco é a maior obra de infraestrutura hídrica já realizada no Brasil e está entre as maiores do mundo. Após estudar várias alternativas, constatou-se que o projeto é o mais eficiente para garantir o fornecimento adequado de água para região, atendendo mais de 12 milhões de pessoas.


O Governo Federal, em parceria com os governos estaduais, financia outras centenas de empreendimentos que estão gerando soluções definitivas para a falta d'água na região do semiárido. A cada R$ 1 investido na integração do rio São Francisco, outros R$ 2 são aplicados em obras estruturantes para garantir a segurança hídrica no Nordeste.


Leia também:
















 

Nenhum comentário:

Postar um comentário