segunda-feira, 22 de julho de 2013

Lucas Aribé: "Acessibilidade parece não ter vez no governo de João Alves"


Vereador de Aracaju pelo PSB, Lucas Aribé tem como maior bandeira na política a questão da acessibilidade - uma luta pessoal que se transformou em coletiva há e desde janeiro deste ano é oficial. Ele defende a causa na Câmara Municipal de Aracaju e cobra ações da Prefeitura para que sejam cumpridas as leis e respeitados os direitos de todos. Em virtude disso, Aribé procurou, no primeiro semestre de mandato, conversar com o Poder Executivo, mesmo fazendo oposição ao prefeito João Alves Filho (DEM), para que ações efetivas fossem realizadas no setor. Lucas apresentou indicações, participou de reuniões e deu sugestões, mas segundo ele, parece que nada disso conseguiu tirar o Poder Executivo Municipal da inércia nesta área.



“Estamos na oposição política ao prefeito João Alves, entretanto, em nenhum momento colocamos o jogo político à frente dos direitos dos cidadãos de Aracaju. Conversamos com secretários e com o próprio prefeito, para que fossem encontradas soluções para os diversos problemas que fazem de Aracaju um exemplo de falta de acessibilidade, mas nada foi colocado em prática”, ressaltou.



O encontro com João Alves ocorreu em maio deste ano, mas, insiste Aribé, nada de efetivo foi feito depois disso. “Esperamos a audiência com o prefeito João Alves e no dia 13 de maio levamos algumas questões pertinentes ao nosso mandato, entre elas, os problemas nas calçadas de Aracaju. Ele se prontificou a nos colocar em contato com o escritório de Jaime Lerner, que foi contratado para elaborar obras de mobilidade e transporte em Aracaju, para que pudéssemos colocar a situação das calçadas na Capital e discutir soluções, mas até agora, nem um sinal”, continuou o parlamentar.



Lucas Aribé avalia que é obrigação do legislador municipal procurar todos os caminhos para resolver os problemas da população, e diz que sempre tem se colocado à disposição para debater. “Mas parece que a acessibilidade não tem vez no governo de João Alves”, falou.



Calçadas

Aribé lembra ainda que é preciso desmistificar a ideia de que falar em acessibilidade é falar na pessoa com deficiência. “Cobramos do prefeito uma solução para as nossas calçadas. Afinal, quantas pessoas se acidentam diariamente por conta de buracos, pisos desnivelados, entre outras coisas, nas nossas calçadas? Essa luta é apenas da pessoa com deficiência? Não. É, também, da pessoa com deficiência, mas é de toda a comunidade que na sua maioria escolheu João Alves para ser prefeito da cidade”, explica o parlamentar.



Ele ainda avalia que não há nenhum projeto da Prefeitura Municipal de Aracaju que trate especificamente das calçadas. “A nossa colega Emília Correa (DEM) tem um Projeto de Lei neste sentido, ao qual temos emendas para contribuir, mas a Prefeitura não sinaliza absolutamente nada. Falar em mobilidade urbana, como foi nos apresentando um plano sobre o tema, e não falar em calçadas, é um dos piores equívocos que eu já vi”, completa.



Para o vereador, a atual gestão não teve uma ação efetiva que visasse a acessibilidade, nem mesmo quando já há soluções apontadas. Ele diz ter procurado boa parte do secretariado para apontar alguns caminhos e cobrar os cumprimentos de leis que são desrespeitadas diariamente – como no caso da lei municipal que exige que os restaurantes disponibilizem cardápios em Braille e a outra que prevê o mesmo para os preços de produtos em supermercados.



Ele conta que entrou em contato com a Secretaria de Família e Assistência Social, tendo conversado ainda com o secretário da Fazenda, Nilson Lima, sobre os boletos de IPTU em Braille (uma lei do atual vereador Robson Viana). “Fizemos diversas indicações para Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito a respeito de graves problemas no trânsito de Aracaju, como estacionamento irregular na Praça Olímpio Campos, enfim, estamos cumprindo o papel de parlamentar, que é justamente essa cobrança. Pena que pouca coisa foi feita pela PMA. Parece que nem mesmo os encontros com membros do Executivo surtiram efeito positivo para a população”, reforçou.



Projeto

O vereador aponta como uma boa oportunidade para a atual gestão a aprovação do Projeto de Lei da Acessibilidade, de sua autoria, que dispõe normas de acessibilidade em Aracaju. “Nosso projeto, que deveria ter sido votado no semestre passado, fará diferença nesse sentido. O líder do prefeito, o vereador Manoel Marcos (DEM), pediu vistas, mas espero que meus pares entendam a importância desse PL e o aprovem. Estaremos beneficiando a milhares de aracajuanos”, concluiu Lucas Aribé.

Leia mais:

















Nenhum comentário:

Postar um comentário