segunda-feira, 22 de julho de 2013

Brasileiros apoiam mudanças na Igreja Católica

Pesquisa do IBOPE Inteligência, realizada a pedido da ONG “Católicas pelo Direito de Decidir”, aponta que os brasileiros, sobretudo os mais jovens, dariam apoio se a Igreja Católica decidisse promover mudanças nos rumos da moral sexual que defende.

De acordo com a pesquisa, se resolvesse permitir o uso da pílula do dia seguinte, a Igreja receberia o apoio total ou parcial de 82% dos católicos jovens e de 75% dos católicos com mais idade. Se decidisse aceitar a união entre pessoas do mesmo sexo seria apoiada por 56% dos jovens católicos e por 43% dos fiéis da mesma religião com 30 anos e mais.

A pesquisa revela, ainda, que as pessoas entrevistadas nas regiões Sudeste e Sul se mostram mais propensas a apoiar mudanças na Igreja do que os respondentes das outras regiões do país. Entretanto, no que se refere à prisão de uma mulher que recorreu ao aborto, verifica-se completa homogeneidade no índice de discordância manifestado por jovens do Norte e Centro- Oeste, Nordeste e Sudeste (60%), percentual que chega a 77% no Sul do país.

Jovens católicos também revelam apoio (total ou parcial) a mudanças na política interna da Igreja: 90% apoiam a punição de religiosos envolvidos em crimes de pedofilia e corrupção, 72% aprovam o fim do celibato para os padres e 62% apoiam a ordenação de mulheres.

Sobre a pesquisa
Entre maio e junho de 2013, o IBOPE Inteligência ouviu a opinião de 4.004 brasileiros, dentre os quais 62% (2.496) se declaram católicos, 23% evangélicos e 15% adeptos de outras religiões, agnósticos ou ateus. Cerca de 31% do total (1.224) tem entre 16 e 29 anos de idade; os demais (2.780)  tem 30 anos ou mais.




Leia mais:












 

Nenhum comentário:

Postar um comentário